Acionistas da Martifer aprovam Pedro Duarte para o cargo de presidente executivo

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

Os acionistas da Martifer, reunidos em assembleia-geral, aprovaram Pedro Duarte para o cargo de presidente executivo da empresa, substituindo Carlos Martins que se mantém apenas como presidente do Conselho de Administração, foi hoje comunicado ao mercado.

Segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), a presidência executiva do grupo de construção metálica fica entregue a Pedro Miguel Rodrigues Duarte que, até agora, presidia o Conselho de Administração da Martifer Construções Metalomecânicas e era também responsável pela área de negócio naval.

Como diretor financeiro, assume funções Pedro Nuno Abreu Moreira.

Por sua vez, preside à mesa da assembleia-geral José Joaquim Nunes de Oliveira, tendo Luís Leitão Vale Lima e Luís Neiva Nunes de Oliveira como vice-presidente e secretário, respetivamente.

Já o conselho fiscal fica composto por Paulo Sérgio das Neves (presidente), Américo Marins Pereira (vogal), Mária de Barros Peixoto (vogal) e António Baia Engana (suplente).

Como revisor oficial de contas efetivo fica a PricewaterhouseCoopers.

Durante a assembleia-geral foi também aprovado o relatório de gestão e as contas individuais e consolidadas de 2017, a proposta de aplicação de resultados do exercício de 2017, a apreciação-geral da administração e fiscalização da sociedade.

Adicionalmente foi deliberado a alteração parcial dos estatutos da sociedade e a aquisição e alienação de ações próprias, tendo sido ambas aprovadas.

A Martifer, cuja atividade está centrada no setor da construção metálica, passou de um prejuízo de 43,6 milhões de euros em 2016 a um lucro de 6,5 milhões de euros em 2017, anunciou hoje a 16 de abril.

No período de referência, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) subiu 5% para 8,5 milhões de euros.

Já os proveitos operacionais fixaram-se em 185,6 milhões de euros.

Por sua vez, a dívida líquida recuou 47 milhões de euros, em comparação com dezembro de 2016, para 189 milhões de euros.

PE // ARA

Lusa/Fim

Deixe uma resposta