Administração da Tesla cria comité especial para estudar saída de bolsa

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O Conselho de Administração da Tesla criou um comité especial que terá de estudar a proposta do fundador da empresa, Elon Musk, de retirada da fabricante automóveis da bolsa, anunciou hoje a empresa em comunicado.

O comité será composto por três diretores independentes: Brad Russ, Robyn Denholm e Linda Johnson Rice.

Este órgão contratou uma empresa para que atue como assessora legal e tem programado contratar um assessor financeiro independente para rever a proposta.

Segundo a Tesla, o comité especial tem “total autoridade e poder” para atuar em nome do Conselho de Administração na avaliação e negociação de uma potencial saída de bolsa, assim como analisar “alternativas a qualquer transação proposta por Musk”.

Em 07 de agosto, Musk anunciou no Twitter que estava a considerar tirar a Tesla da bolsa e ofereceu 420 dólares (cerca de 369 euros, à taxa de câmbio atual) por ação aos interessados na proposta.

Um dia depois, o Conselho de Administração confirmou que Musk tinha comunicado a sua decisão e estava a tomar as medidas necessárias para avaliar a proposta.

Na segunda-feira, Elon Musk adiantou que, desde 2017, o fundo de investimento público do Reino saudita, fundo soberano, manifestou interesse em tirar a Tesla da bolsa, e que em 31 de julho teve uma reunião com o seu diretor-geral.

Este é um dos maiores fundos do mundo, com 250.000 milhões de dólares.

ALU // CSJ

Lusa/Fim

Deixe uma resposta