Análise Técnica – Ainda há esperança para o BCP

Tiago Esteves

 

Longe vão os tempos (felizmente, se me perguntam) em que o BCP era um título inquestionável entre os pequenos investidores, defendido acerrimamente somente pelo baixo valor unitário a que transaccionava. Hoje nota-se um maior juízo crítico perante o comportamento do BCP, e inclusive algum cepticismo relativamente ao seu comportamento de médio prazo. Importa assinalar que este comportamento tem até sido bastante positivo nos últimos meses para um título que se encontra numa posição fundamental fragilizada. O BCP acompanhou o bull market do PSI20, e subiu também ele 142% desde o início de 2017. Agora, como as restantes, vai corrigindo. Importa é saber se este é apenas um momento de retracção, ou uma inversão definitiva.

 

Olhando para o gráfico diário, vemos um padrão top (um H&S imperfeito) que em princípio deveria ter marcado o fim do bull mode do BCP. Digo em princípio, porque para mim o mesmo não tem validade técnica. Apesar da sua forma esteticamente semelhante a um H&S, como sabem é necessário que o volume corresponda para que o mesmo possa ser considerado validado. E o volume não corresponde. O título continua com picos de volume nos momentos de subida, e volume baixo nas retracções. Significa isto, por si, que o BCP vai recuperar a trajectória ascendente? Não, não é raro ver-se o volume surgir mais tarde, nestas situações. Mas pelo menos não é uma sentença de morte, e abre espaço para eu defender uma possibilidade que de outra forma não defenderia.

BCP

E que possibilidade é essa? Arriscar uma entrada longa de curto prazo, caso o BCP venha a conseguir activar (também aqui com volume elevado) o H&S bottom que se parece formar no gráfico horário. A acontecer, este movimento pode gerar o momentum necessário para levar o título novamente à zona dos 30 cêntimos, o que seria um bom princípio de reversão do movimento do gráfico diário anteriormente formado (tem de haver pelo menos a quebra dos 31,4 cêntimos). Saliento, contudo, que uma negociação deste género só deve ser feita tendo por base o gráfico horário (e tendo por isso o curto prazo em vista). Negociar com stops do gráfico diário, por exemplo, deve estar fora de questão. Há esperança, mas convém ter plena noção dos riscos! Continuamos a falar de um título fundamentalmente debilitado que já sobe há ano e meio.

 

Nota: Na próxima segunda-feira teremos o habitual webinário de mercados financeiros, desta vez com uma mudança de horário (das 21-22h) para o tornar mais conveniente a quem trabalha até tarde. Se ainda não o fez, inscreva-se já. Iremos analisar o BCP e outros títulos em momentos técnicos interessantes

_____________________________________________________________________

 

 

Lista de Comentários

  • João Oliveira Silva 09 / 04 / 2018 Reply

    Caro Tiago, por questões profissionais não me é possível participar nos webinários. Contudo, tenho muito interesse neles porque são extremamente didáticos. Fiquei com essa impressão após teres publicado um vídeo referente a um realizado creio que em fevereiro. Por isso, vinha pedir-te o especial favor de, se possível, publicares logo que possível vídeos dos webinários que vais efectuando, incluindo já este acima referido.
    Antecipadamente grato, cumprimento afectuosamente,

    • Tiago Esteves
      Tiago Esteves 11 / 04 / 2018 Reply

      Olá João. Os webinários da Activtrades são publicados no canal deles do youtube alguns dias após a gravação. Provavelmente este também já deve estar lá

Deixe uma resposta