Airbnb garante empenho para “criar plataforma confiável” após exigências de Bruxelas

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O serviço ‘online’ de alojamento de curta duração Airbnb garantiu hoje empenho em “criar uma plataforma confiável” para os seus utilizadores, no dia em que a Comissão Europeia saudou as mudanças feitas para melhorar a transparência.

“Continuamos empenhados em fazer tudo o que pudermos para criar uma plataforma confiável para a nossa comunidade e continuaremos a procurar formas de melhorar a nossa plataforma para os milhões de anfitriões e hóspedes em todo o mundo”, assegura a empresa norte-americana num comunicado divulgado na sua página na internet.

A reação surge depois de, também hoje, a Comissão Europeia ter saudado as mudanças feitas no Airbnb, nomeadamente na apresentação dos preços aos utilizadores, isto um ano após Bruxelas ter exigido mais transparência à empresa de forma a respeitar a legislação da União Europeia (UE).

Em comunicado, o executivo comunitário aponta que, “em resultado das negociações com o Airbnb, a plataforma melhorou e esclareceu totalmente a forma como apresenta as ofertas de alojamento aos consumidores, o que está agora em consonância com as normas estabelecidas na legislação da UE em matéria de consumo”.

“Isto vem no seguimento do apelo feito pela Comissão Europeia e pelas autoridades de consumidores da UE em julho de 2018”, realça aquela instituição.

Em 16 de julho do ano passado, a Comissão Europeia instou o Airbnb a harmonizar as suas condições de utilização com as normas de defesa do consumidor da UE e a ser mais transparente na apresentação dos preços, sob pena de sofrer medidas coercivas.

Hoje o Airbnb assinala que, “nos últimos meses”, fez “alterações na forma como os preços são exibidos” no Espaço Económico Europeu, visando deixar “mais claro para os clientes o valor pago por uma reserva” e responder às exigências de Bruxelas.

Assim, quando os utilizadores fazem uma reserva, sabem agora qual o custo total, que já inclui o preço por noite, a limpeza e as taxas de serviço.

Ao mesmo tempo, a plataforma atualizou os termos de serviço no Espaço Económico Europeu para os tornar “melhor alinhados com as leis de proteção ao consumidor da UE”, aponta a empresa na nota.

“No Airbnb, entendemos a importância da transparência para a nossa comunidade”, adianta a companhia, garantindo que vai continuar a adotar regras para tornar as reservas “o mais simples e claras possível”.

Criada em 2008, na Califórnia, a plataforma Airbnb está presente em 34 mil cidades de 192 países.

ANE // EA

Lusa/Fim

Deixe uma resposta