Altri – Análise Semanal

Tiago Esteves
A Altri foi uma das vencedoras da sondagem desta semana. Depois de uma impressionante e algo inesperada subida de mais de 100% em menos de 3 meses parece agora apresentar alguns sinais de abrandamento. A grande questão é se estes sinais serão de acumulação ou de distribuição.
A Altri é, à semelhança da Sonae Sgps, uma das empresas em que mais gosto de ter posições de longo prazo, dada a ampliação que faz dos ciclos do PSI-20. Tive o prazer de a negociar durante uma parte significativa do seu percurso ascendente, baseado na linha de tendência bem definida que se pode ver na imagem, com 7 pontos de aproximação/toque. A partir do momento em que essa linha foi quebrada comecei a ficar progressivamente mais desconfiado, até que a inversão do padrão de higher-lows me fez abandonar em definitivo a posição.

Desde essa quebra do padrão de mínimos cada vez mais elevados, padrão associado a uma progressão ascendente salutar, a Altri tem vindo a oscilar numa área de congestão (1,75-2€). Nesta área de congestão podemos encontar uma zona de resistência que se tem mostrado forte o suficiente para aguentar cinco tentativas de ruptura ascendente. Será aqui, nesta zona e muito em breve, que provavelmente se decidirá o futuro de médio prazo da Altri. Caso a cotação quebre definitivamente em alta a zona de resistência o título terá muito espaço para se lançar em nova investida ascendente, provavelmente apoiada na linha de tendência de menor amplitude que parece estar a desenhar-se (a tracejado).

Os sinais existentes no curto prazo parecem apontar para cima, com volumes crescentes associados às velas de alta e diminutos nos dias de correcção. Ainda assim há um sinal que deverá travar o ímpeto de qualquer entrada longa, justificando simultaneamente a abertura de posições curtas especulativas: à semelhança da EDPR parece estar a fazer um round top, com três higher-highs seguidos de dois lower-highs. Até que este padrão seja quebrado em alta de forma definitiva, coincidentemente com a quebra em alta da zona de resistência, não é suficientemente seguro arriscar uma entrada longa. Estando esse obstáculo a meros 3% de distância, correr riscos desnecessários neste momento não faz grande sentido.

Disclaimer:
Estou actualmente curto na Altri. Mesmo que involuntariamente, este
facto poderá de alguma forma retirar rigor à minha análise

Deixe uma resposta