Análise à Navigator (e uma lição de estratégia de negociação)

Tiago Esteves

Após ter ameaçado com uma inversão de tendência, que foi inclusive materializada sob a forma de um H&S top, a Navigator alterou radicalmente esse rumo e regressou à tendência prévia ascendente. Este movimento é excelente para nos recordar de alguns pontos básicos em termos de negociação que é absolutamente fundamental conservar bem próximo da nossa plataforma de negociação:

  • O pilar mais forte da negociação deve ser a protecção e conservação do capital. Apesar de o H&S top ter convidado a um short, e apesar de o mesmo ter falhado em atingir o seu target, teria sido absolutamente vital colocar como medida de limitação de perdas um stop acima do ombro direito do padrão. Este viria a ser depois substituído pela resistência dos 3,72€, que após ter sido quebrada em alta sinalizou em si mesma uma nova reversão de descendente para ascendente (e que permitiria transformar uma situação de fecho de short no break-even em nova abertura de posição longa, que havia de vir a atingir e ultrapassar o primeiro target com facilidade);
  • Apesar de o título continuar neste momento a subir, teria sido prudente a quem tinha uma posição de longo prazo em carteira ter encerrado a posição no dia 28 de Julho, quando um padrão de inversão foi activado. Não havia à data sinais de que poderia tratar-se de um falso break.
  • Mesmo para quem tivesse encerrado a posição no dia 28 de Julho, seria sensato voltar a reabrir a posição na quebra em alta dos 3,72€, a 14 de Setembro. Deu-se aí um novo sinal de força, que re-assinalou a movimentação no sentido ascendente.
  • Quem fechou a posição no sinal de fraqueza para a reabrir novamente no regresso da força compradora está a lucrar menos 0,71% do que quem tivesse mantido a posição aberta durante todo o período (às vezes ganha-se ainda menos, em outras situações acaba até por se recomprar a um preço inferior). A grande diferença é que quem fechou essa posição no momento em que surgiram sinais de fraqueza, terá no longo prazo uma maior probabilidade de evitar situações adversas e de risco. E é isso que distingue a sorte do planeamento estratégico.

Nota: Na próxima quarta-feira às 19 horas teremos mais um webinário de mercados financeiros, onde falaremos sobre análise técnica e discutiremos o estado actual dos títulos que sejam sugeridos pelos participantes durante a sessão. Junte-se a nós, a inscrição é grátis! Link

Deixe uma resposta