Apple tornou-se hoje a primeira empresa a valer um bilião de dólares

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Apple tornou-se hoje a primeira empresa privada a alcançar uma capitalização de mercado de um bilião de dólares, quando as ações do grupo tecnológico atingiram esta tarde o valor de 207,05 dólares em Wall Street.

A empresa viu o seu valor aumentar quase 6% na quarta-feira e, hoje, cerca das 15h30, os títulos ultrapassavam ligeiramente a barreira de 207,05 dólares por ação (mais 2,4%), levando a Apple a passar à frente de outros gigantes tecnológicos como a Amazon, a Alphabet (controladora do Google) e a Microsoft.

O grupo informático Apple anunciou terça-feira, já após o encerramento do mercado, que o seu lucro trimestral subiu mais de 30% para 11,5 mil milhões de dólares, sobretudo graças ao aumento do preço de venda dos iPhone.

A PetroChina, uma empresa estatal chinesa, ultrapassou brevemente o limite de um bilião de dólares em 2007, quando foi lançada no mercado de ações, mas logo recuou.

Os corretores e investidores de Wall Street citados pela AFP sublinham que apesar de tecnicamente este passo não ser significativo, não deixa de ser simbólico e envia uma mensagem do crescimento e da importância da Apple para o mercado.

O grupo californiano anunciou esta semana um aumento de 20% no seu volume de negócios no segundo trimestre graças ao iPhone 8 e sobretudo ao iPhone X, cujo preço nos Estados Unidos começa em quase 1.000 dólares.

Na Bolsa de Valores desde 1980, a Apple nem sempre foi tão bem-sucedida, chegando a falir nos anos 90. A conquista da empresa parecia inimaginável em 1997, quando a Apple estava à beira da falência, com as ações a serem negociadas por menos de 1 dólar.

Porém, o grupo beneficiou do sucesso do iPod, iPad e iPhone e de todos os serviços associados e desde então, vem registando desempenhos recordes trimestre após trimestre.

Nos primeiros nove meses deste ano, a Apple faturou 45.406 milhões de dólares, um aumento de 20,6% face ao mesmo período do ano passado.

A empresa da maçã registou nos três primeiros trimestres uma receita de 202,695 milhões de dólares, um crescimento homólogo de 14,7%.

Já o lucro operacional da Apple nos primeiros nove meses de 2018 ficou em 54.780 milhões de dólares, acima dos 48.224 milhões do mesmo período do ano anterior.

Os resultados da Apple superaram as expectativas de Wall Street, já que no terceiro trimestre a gigante de tecnologia faturou 53.265 milhões de dólares, número que superou os 52,3 milhões esperados pelos especialistas de Wall Street.

Os acionistas da Apple ganharam 2,34 dólares por ação, também acima do previsto (2,18 dólares por ação).

O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, salientou, em comunicado à imprensa divulgado por ocasião da apresentação de resultados, tratar-se do “quarto trimestre consecutivo com um crescimento de receita de dois dígitos”.

DF (EO)// ATR

Lusa/fim

Deixe uma resposta