As evidências ou a convicção?

Tiago Esteves

Ao fazer o habitual screener a um conjunto de acções que tenho guardadas, tive um dejà vu. Há 7 meses atrás criei este post no caldeirão. Nessa altura o petróleo estava em alta e poucos ousavam pensar sequer no descalabro que haveria de vir. Curiosamente, eu até acreditava nisso. Mas se tivesse plena confiança no meu instinto, tinha shortado as referidas empresas, coisa que não fiz.
Vamos agarrar nesse erro do passado e tentar moldar o futuro.
Actualmente a minha convicção é clara e simples: Vamos para baixo, temos de fazer novos mínimos, atravessamos apenas um rally que vai chegar ao fim mais dia menos dia. Não há condições macro-económicas para o desejado crescimento sustentado. Essa é uma das muitas razões que apresento a mim próprio para impedir que me meta em aventuras do lado longo. Rigor, disciplina, seguir os princípios.
Mas não estarei a ser demasiado rigoroso? Não estarei a ser, eu e tantos outros bears, demasiado exigentes para com as condições actuais da economia e com o que já foi descontado? Mais uma vez, não tenho duvidas: Não! O caminho é para baixo.
Confesso que estou preocupado comigo próprio, as certezas são demasiado perigosas neste meio e eu sei disso. Uma das pedras basilares do sucesso nos mercados é nunca nos casarmos com uma opinião. Tem de haver espaço de manobra, as alternativas podem ser mais viáveis do que parecem, estando apenas ofuscadas pelo nosso ego.

Voltemos ao dejà vu. Quando eu hoje estava a analisar uma série de empresas, encontrei cerca de 20 a desenvolverem um dos mais fidedignos padrões de inversão: O reversal H&S. A maior parte está ainda a testar a neckline, muito poucos são os que já a quebraram (como é o caso da nossa EDPR). Se não começarem a acontecer quebras massivas, tanto melhor. Posso continuar com a minha convicção e acabam-se aí os conflitos interiores. Agora a grande questão: o que fazer quando/se esses padrões forem activados? Devemos seguir as evidências ou a convicção?
É essa a pergunta que eu deixo no ar…

Deixe uma resposta