BCP segue em espiral descendente

Tiago Esteves

O BCP segue sem dar provas de inversão aos seus seguidores e accionistas, acumulando já uma queda de 30% desde o início do ano. Convém recordar que esta queda foi iniciada tendo por base um padrão de inversão do género H&S, o que geralmente significa uma inversão de tendência de longo prazo.

E nem a recente ultrapassagem de uma pequena resistência, situada nos 23,7 cêntimos, leva a crer que o título esteja para já encaminhado para dar a volta a este mau momento. O volume nesta reacção tem sido anémico, e já no final de Outubro foram renovados novos mínimos de curto prazo.

Para que a confiança regresse ao BCP, é fundamental que o título mostre capacidade de ultrapassar os 26,4 cêntimos, valor que representa o máximo relativo mais recente. Convém recordar que, enquanto tivermos um padrão de lower-highs vigorante, o BCP continuará em bear mode.

BCP

Participe no próximo webinário grátis Surfar a Tendência: “10 regras intemporais para investidores”. Link para inscrição

Deixe uma resposta