BES – Análise Semanal

Tiago Esteves
O BES foi o vencedor da sondagem semanal, novamente por maioria absoluta. No último update que lhe foi feito, em finais de Outubro, tive oportunidade de alertar para a possibilidade de se vir a gerar um congestionamento antes do ataque à zona de resistência. Dois meses depois, a lateralização mantém-se… tal como a minha confiança na quebra desta zona no médio prazo.

Não seria de estranhar se após um movimento ascendente de 90% em 3 meses
assistíssemos à consolidação após tomada de mais-valias mais abaixo,
junto ao suporte. Mas o actual congestionamento junto da zona de resistência é um
salutar sinal técnico de força, provavelmente o melhor que se poderia
esperar tendo em conta o contexto. Há que distinguir neste momento o comportamento expectável para o curto e médio prazo, pela relativa diferença nas perspectivas.

Numa análise ao curto prazo, é provável que venhamos em breve a assistir a nova retracção ao congestionamento nos 0,97-1€. A zona de resistência situada entre os 1,05-1,15 é muitíssimo forte (os 1,15 foram um ponto de inflexão responsável pela quebra de 55% em menos de meio ano) e não será realista pensar que a quebra aconteça já nos próximos dias.

No médio prazo espera-se que a tendência de alta se mantenha inalterada, já que não existe ainda qualquer sinal de inversão. Para que tal se verifique, a zona de resistência terá obrigatoriamente de ser quebrada em alta, o que não se afigurará como uma missão fácil!

Tem-me sido perguntado nos últimos dias qual a minha opinião  relativamente à possibilidade de se estar a formar um duplo topo nos 1,08€. Esta teoria não chega ainda sequer a aproximar-se de uma possibilidade, de tão longe que se encontra. Para se poder começar a pensar nessa hipótese teríamos de assistir primeiro à quebra em baixa do congestionamento e só se poderia considerar a sua efectivação na quebra em baixa dos 0,9€. Muito longe, portanto. Mais depressa falaríamos no raro padrão Batman, mas nem essa teoria se aproxima ainda de uma possibilidade.

Como sempre, também neste caso não há certezas, apenas probabilidades. E a probabilidade de no médio prazo o caminho ascendente se manter é significativamente superior à probabilidade de estarmos prestes a assistir a uma inversão de tendência.

Comment List

  • Tiago Azevedo 03 / 01 / 2014 Reply

    Entre Março e Setembro não existirá um H&S invertido? Onde está marcado o stop parece um pullback à linha de pescoço. Será que estou enganado?

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 03 / 01 / 2014 Reply

    Olá Tiago,
    É uma boa questão. Eu não tenho considerado esse cenário porque para termos um H&S válido obrigatoriamente teremos de considerar uma tendência descendente a anteceder o padrão. Neste caso em concreto temos de considerar a tendência antecedente como de lateralização, o que de certa forma condiciona o padrão.
    Abraço

  • Sérgio Santos 03 / 01 / 2014 Reply

    Por mim pode quebrar já hoje 🙂

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 03 / 01 / 2014 Reply

    Não me parece que vá ser assim tão fácil, Sérgio 🙂 Apesar de também não me importar se acontecer já!

  • Anónimo 06 / 01 / 2014 Reply

    O Bes mais uma vez teve uma sessão com forte volume chegando estar a superar a tão dificil resistência ,não conseguindo a quebrar a 1ª tentativa está a acumular e com as noticias que podem surgir a qq momento …pode explodir e não haver resistência que o pare…
    Tive a analisar o grafico superando a resistência dos 1.15 está livre atá os 2€…meu deus

    São mais 70%
    Estou bullish neste e outros bancos.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 06 / 01 / 2014 Reply

    É verdade, o BES está muito interessante! Mas antes dessa subida de 70% terá certamente de vir cá abaixo ganhar fôlego. Mas também estou bullish no longo prazo!

  • Anónimo 06 / 01 / 2014 Reply

    Eu pensava que não teria muito para descer com o possível aumento de Rating a Portugal e queda Juros nas Ot`s…Onde vez a que valores ele possa vir respirar? a min não me interessava muito pois já estou muito carregado…

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 06 / 01 / 2014 Reply

    A base da vela de sexta-feira é agora um suporte. Se quebrar é sinal de fraqueza. Não será estranho se chegar aos 1.06, por exemplo. Mas já estou a adivinhar 🙂

  • José 29 / 01 / 2014 Reply

    Boa tarde Tiago,

    Como já vi que o BES dificilmente será o eleito para a análise semanal queria pedir-lhe uma opinião.
    Aconselha entrar no BES nesta altura? Provavelmente é o banco do PSI, além do Banif, com mais margem para subir no médio prazo, porém, neste momento parece-me que a cotação deveria estar a cotar na casa dos 1.08/1.10 dados os suportes que tem registado desde início de Julho de 2013.
    Acha razoável ponderar entrar apenas a esses valores ou considera que a acção está a um bom preço?
    Obrigado desde já.

Deixe uma resposta