Bitcoin acumula perda de 20% na Ásia por temores de hipotéticas novas restrições

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O preço da bitcoin acumulou uma perda superior a 20% nos principais mercados da Ásia até ao início da manhã em Lisboa devido aos temores de hipotéticas novas restrições desta moeda na Coreia do Sul e na China.

A criptomoeda mais conhecida cotava-se hoje a um preço médio de 1,394 milhões de ienes (10.273 euros) nas casas de câmbio nipónicas às 15:20 locais (06:20 em Lisboa) e de 13,513 milhões de wones nas casas de câmbio sul-coreanas (10.327 euros), segundo dados da web especializada Cryptocompare.

Estes preços representam decréscimos diários de 22,7% e de 24,14%, respetivamente, intensificando a tendência para a baixa da bitcoin iniciada este mês.

A Ethereum, a segunda criptomoeda com maior capitalização, também acumula uma queda superior a 20%, enquanto a Ripple e a Bitcoin Cash perderam 10% e 15%.

Os analistas afirmam que estas perdas resultam da inquietação perante possíveis novas regulamentações para a bitcoin ou inclusivamente a proibição da comercialização na Coreia do Sul, onde estão localizados os maiores mercados de cripto moedas.

Na terça-feira, o ministro das Finanças sul-coreano, Kim Dong-yeon, assegurou que o executivo adotará medidas para travar a “especulação irracional” existente nos mercados locais de criptomoedas e que a proibição do comércio de moedas digitais era ainda “uma opção em cima da mesa” e que o Governo estava a rever minuciosamente o assunto.

Entretanto, os planos do Governo chinês incluem vetar a utilização de web e aplicações de telemóveis estrangeiros que dão acesso a mercados de moedas virtuais, bem como restringir as atividades de sistemas informáticos para gerar estas criptomoedas e manter a tecnologia na que se baseiam, instaladas no país.

Estas medidas chegariam depois de Pequim ordenar no ano passado o encerramento das casas de câmbio de divisas digitais com sede no país, enquanto na Coreia do Sul o Governo está a atuar para controlar um mercado que se encontra sem regulamentação e que se caracteriza por uma extrema volatilidade.

Atualmente, o preço da bitcoin está cerca de 40% abaixo do nível máximo alcançado em meados de dezembro, quando ultrapassou a barreira dos 19.000 dólares (15.500 euros).

MC // CSJ

Lusa/Fim

Deixe uma resposta