Bitcoin entre o céu e o inferno!

Tiago Esteves

Depois de uma correcção prevista e guiada ao milímetro pela análise técnica, importa agora tentarmos antecipar se a Bitcoin está próxima de inverter definitivamente o seu agressivo ciclo ascendente ou se por outro lado a senda ascendente irá continuar. Existem alguns limites técnicos bastante óbvios e que importa para já explorar. Desde logo, o importante suporte dos 12345 dólares (número curioso, a fazer recordar a histórica inversão do SP500 ao tocar os 666 pontos). A ser quebrado em baixa, este ditará com elevado grau de probabilidade o fim do ciclo ascendente da Bitcoin. A projecção de tal quebra apontaria para os 5500 dólares, o que representaria uma correcção superior a 70% face a máximos.

De um ponto de vista mais positivista, temos a possibilidade de o ciclo ascendente estar apenas a fazer uma pausa. Esta teoria verificar-se-á caso os 17140 pontos sejam quebrados em alta. Caso tal aconteça, existe uma grande probabilidade de o título ir novamente a máximos  de longo prazo e continuar a sua trajectória ascendente.

Ora, que sinais existem numa e noutra direcção neste momento? De um ponto de vista positivista temos a quebra em alta da resistência dos 15676 pontos no início do mês, assinalando uma interessante demonstração de força. Um sinal mais negativo foi dado pela fraca progressão verificada depois de essa quebra ter ocorrido, e o volume ascendente que se registou durante a queda. De um ponto de vista estritamente técnico, é preocupante que a Bitcoin seja precisa a atingir projecções descendentes, e falhe o atingir de projecções ascendentes. Estando o título actualmente entre estes dois pontos-chave, não deverá faltar muito para descobrirmos em que direcção se irá mover. Preconceitos à parte, tanto uma como outra direcção poderão vir a revelar-se bastante lucrativas para quem saiba deixar as emoções do lado de fora do painel de negociação.

Bitcoin

_____________________________________________________________________

 

 

Deixe uma resposta