Booking.com aposta em inteligência artificial para atendimento personalizado

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A presidente executiva da plataforma digital de alojamento Booking.com, Gillian Tans, disse hoje, na Web Summit, que a inteligência artificial é aposta da empresa para tornar as viagens mais personalizadas aos clientes.

“As duas perguntas que os clientes ainda têm dificuldade são: onde vou durante as férias e, a segunda questão, o que faço quando lá chegar? Eu realmente acho que a inteligência artificial pode resolver estas duas questões da melhor forma”, afirmou Gillian Tans, durante uma conferência intitulada “Inteligência Artificial é o futuro para viajar”.

A responsável explicou que planear uma viagem é, para muitas famílias, um momento agradável, mas para muita gente causa “fricção” e, para essas pessoas, sustentou, “a inteligência artificial permite viagens muito mais personalizadas”.

Muitas vezes questionada se são uma empresa de tecnologia a dar prioridade à inteligência artificial, Tans contou que, “em primeiro lugar, a Booking é uma empresa para os clientes” e “se usar alta tecnologia proporciona melhores experiências aos clientes, então é utilizada”, justificou.

Para o futuro, Gillian Tans está certa de que “as pessoas terão mais tempo e liberdade para descobrir o mundo” e que “o Boloking.com está na posição certa para proporcionar mais destas experiências”.

Com 1,5 milhões de alojamentos atualmente disponíveis, Tans adianta que existem mais de 30 categorias, que vão de hotéis a casas nas árvores.

“Vemos cada vez mais as pessoas a quererem diversidade e estamos focados em garantir que o cliente tem acesso e fica a conhecer todas as ofertas”, concluiu.

A Web Summit decorre até quinta-feira, no Altice Arena (antigo Meo Arena) e na Feira Internacional de Lisboa (FIL), em Lisboa.

Segundo a organização, nesta segunda edição do evento em Portugal, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, duas mil ‘startups’, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Lisboa por três anos, com possibilidade de mais dois de permanência na capital portuguesa.

MYDM // CSJ

Lusa/fim

Deixe uma resposta