Brasil regista défice público de 3,3 mil milhões de euros no primeiro semestre

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

As contas públicas do Brasil registaram um défice primário de 14,4 mil milhões de reais (3,3 mil milhões de euros) no primeiro semestre do ano, o melhor resultado para o período desde 2015, anunciou hoje o Banco Central.

O défice primário público corresponde à superação dos gastos perante a arrecadação de impostos e contribuições do governo central, Estados, municípios e empresas estatais, sem levar em conta o pagamento de juros da dívida pública.

No mesmo período de 2017, o Brasil registou um défice público primário de 35,1 mil milhões de reais (8 mil milhões de euros).

O saldo negativo das contas públicas brasileiras de janeiro a junho foi causado principalmente pelo fraco desempenho do Governo central, que apresentou um défice de 28,7 mil milhões de reais (6,5 mil milhões de euros), enquanto os governos regionais e municipais, bem como empresas estatais registaram excedentes.

No acumulado em 12 meses até junho, o setor público consolidado brasileiro acumula um resultado negativo de 89,8 mil milhões de reais (20,5 mil milhões de euros), que representa 1,34% do Produto Interno Bruto (PIB).

A meta estabelecida pelo Governo neste ano é um défice público de até 161,3 mil milhões de reais (36,9 mil milhões de euros).

O mesmo relatório também indicou que a dívida bruta do setor público brasileiro alcançou em junho passado o valor de 5,1 biliões de reais (1,1 biliões de euros), equivalente a 77,2% do PIB do país.

CYR // EL

Lusa/Fim

Deixe uma resposta