Brexit: Irlanda do Norte quer ficar no mercado único e na união aduaneira

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Irlanda do Norte quer ficar no mercado único europeu e na união aduaneira para manter aberta a fronteira com a vizinha Irlanda quando o Reino Unido sair da União Europeia, noticia hoje a televisão irlandesa (RTE).

A televisão cita um “documento interno” elaborado pelo grupo de trabalho do principal negociador comunitário, Michel Barnier, que manteve conversações com os seus parceiros britânicos para determinar as condições deste divórcio.

O texto foi distribuído na quarta-feira aos países-membros e apresentado na quinta-feira ao Governo de Londres, encabeçado pelo ministro para o ‘Brexit’, David Davis, que está hoje em Bruxelas para uma nova ronda negocial.

Segundo a RTE, o documento contém a “proposta mais clara” efetuada até agora pela UE no que diz respeito à fronteira irlandesa, uma vez que realça que, para evitar uma barreira física, o Reino Unido deve permanecer no mercado único e na união aduaneira ou, em alternativa, que seja a Irlanda do Norte a ficar dentro destes espaços económicos.

A posição da UE espelha o pensamento do Governo de Dublin, que pede a Londres mais esforços para solucionar este assunto, indo mais além das “propostas tecnológicas” sugeridas pela primeira-ministra britânica, Theresa May, para controlar a fronteira da Irlanda do Norte depois do ‘Brexit’.

MBA // FPA

Lusa/Fim

 

_______________________________________________________________________________________________

Inscreva-se já num dos maiores eventos financeiros do ano. Participação gratuita

Deixe uma resposta