Bruxelas divulga na quarta-feira previsões económicas de inverno

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Comissão Europeia divulga na quarta-feira as previsões económicas de inverno, com Portugal à espera que haja uma aproximação entre as projeções do executivo comunitário e as suas, designadamente ao nível do défice das contas públicas.

Há três meses, nas suas previsões de outono, o executivo comunitário antecipou para Portugal um défice de 1,4% tanto em 2017 como em 2018, o que já constituiu uma revisão em baixa face às suas projeções anteriores, de 1,8% e 1,9%, respetivamente, mas que para o ano em curso representa, ainda assim, uma divergência acentuada face às previsões do Governo (1%).

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou em janeiro passado que o défice de 2017 rondará “seguramente” os 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB), “francamente” abaixo da meta inicial de 1,5%, mantendo o Governo uma projeção de um défice de 1% para 2018.

Em novembro, a Comissão Europeia admitiu ser mais “conservadora” nas suas previsões e reconheceu que a discrepância de 0,4 pontos do PIB nas projeções do défice para 2018 venha a ser anulada ou reduzida, com já aconteceu anteriormente.

Quanto ao crescimento da economia portuguesa, as previsões de outono de Bruxelas aproximaram-se das projeções do Governo, com Bruxelas a antecipar uma subida do PIB de 2,6% em 2017 e 2,1% em 2018, praticamente idênticas às projeções nacionais (2,6 e 2,2%, respetivamente).

Finalmente, no que diz respeito à dívida pública, que foi de 130,1% do PIB em 2016, o executivo comunitário antecipava no outono que o rácio caísse para os 126,4% em 2017 e para os 124,1% nos dois anos seguintes, tendo António Costa anunciado em janeiro que se registou uma “forte redução” da dívida pública que, desde outubro, inverteu uma tendência de crescimento que vinha de há vários anos, permitindo chegar ao final de 2017 com um valor de 126,2% do PIB.

Em termos globais, a Comissão deverá confirmar um cenário macroeconómico favorável um pouco por toda a Europa, depois de em novembro já ter revisto em alta as projeções de crescimento tanto na zona euro – 2,2% em 2017, “o ritmo mais rápido de uma década”, e 2,1% em 2018 – como no conjunto da União Europeia (2,3% em 2017 e 2,1% em 2018).

As ‘previsões de inverno’ serão apresentadas na sede da Comissão pelo comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, às 12:00 locais (11:00 de Lisboa).

ACC // MSF

Lusa/fim

Deixe uma resposta