CAC – Air Liquide

Tiago Esteves

Continuando a revisão das mais interessantes do CAC, hoje é a vez da Air Liquide. Título extremamente interessante, até pela área em que se insere. Extremamente técnico também, é curioso constatar que todo o seu historial é passado sobre duas linhas de tendência, vivendo um bull market de quase 20 anos. São títulos destes que um analista técnico procura para o longo prazo, pelo seu comportamento linear e previsível. Infelizmente são raras, mas vão aparecendo.
Mesmo tendo sofrido uma quebra na LT inicial conseguiu, após uma queda relativamente acentuada, recuperar o caminho tendencial. A segunda linha é ainda mais perfeita que a primeira, com testes regulares e reacções à altura.

Como tantas outras, viu o seu período austero terminar durante 2008, após lateralizar durante um ano. Mesmo não tendo caído logo após a quebra desta LT, foi um importante e significativo sinal de alerta. Os sucessivos cortes a uma LT anteriormente irrepreensível foram um claro aviso de que as coisas não estavam bem.
Depois de quebrar uma zona de suporte de forma abrupta e com volumes muito elevados, iniciou a actual descida. Já leva 40% desde os máximos e tudo indica que não ficaremos por aqui.
Nos últimos meses desenhou um triângulo simétrico bastante perfeito, com uma falha no 4º toque (à parte superior), evidenciando a falta de força que se fazia sentir e antecipando uma quebra em baixa. Os volumes são correspondentes, decrescentes durante a formação do padrão e crescentes na altura da ruptura.

De momento, todas as oportunidades para shortar serão potencialmente lucrativas. A questão será onde, já que aparentemente estamos longe dos pontos seguros de saída.
O ideal seria uma subida até ao vértice do triângulo, aí sim, o trade assumiria uma relação risco/benefício muito proveitosa. Fiquemos a aguardar, mas sempre com ela debaixo de olho;)

As análises aos títulos do CAC serão exclusivas do blogue, não irão ser publicadas em nenhum dos fóruns

Disclaimer
Este comentário é uma opinião pessoal, não deve ser confundido com uma recomendação de compra ou venda. As compras e vendas são da responsabilidade do investidor, bem como os lucros ou perdas resultantes.

Lista de Comentários

  • Anónimo 12 / 02 / 2009 Reply

    Olá Tiago,

    Não consideras 1 Ltd aquela dada pelos toques de 19 de Setembro de 2008, 7 Janeiro e 9 e 10 de Fevereiro de 2009?

    Abraço
    Luis

  • Tiago Esteves 12 / 02 / 2009 Reply

    Olá Luís,
    Se unirmos o primeiro e o segundo ponto, fica a faltar um pouco para o terceiro ponto chegar à linha. Pelo menos no meu gráfico, não sei se estás a utilizar escala linear ou logarítmica.
    É possível que faça um novo máximo relativo e que, esse sim, venha a fortalecer essa eventual linha.
    Mas para já, é apenas uma suposição.
    Abraço

  • Anónimo 12 / 02 / 2009 Reply

    Tiago, já vi onde estava o meu erro: “cortei” ligeiramente o segundo toque (inicio de Janeiro de 2009) e por isso é que o 3º toque acerta com o fecho do dia 9 de Fevereiro.

    Obrigado pela observação.

    Abraço.
    Luis

  • rsacramento 13 / 02 / 2009 Reply

    é uma pena que não abras as tuas análises (CAC 40) ao pessoal do caldeirão

    creio que dessa maneira todos sairíamos mais enriquecidos com o confronto de opiniões…

  • Tiago Esteves 13 / 02 / 2009 Reply

    Olá Rsacramento, é um prazer ter-te por cá:)
    As análises ao CAC são um “bónus” para os leitores do blogue, daí a minha opção. De qualquer forma, continuarei a participar como sempre nos tópicos sobre o CAC que tu e o Elias criam. Tal como disse na análise abaixo, se não fossem vocês eu não teria descoberto o maravilhoso mundo francês:)
    Abraço

Deixe uma resposta