CAC também tem um H&S em mãos

Tiago Esteves
À semelhança do que acontece com o DAX, também o CAC merece uma referência por estar num momento chave. Os cenários são muito semelhantes, pelo que não vou repetir a contextualização e saltarei já para o essencial. Se o CAC tiver capacidade de quebrar em alta a neckline (que se situa actualmente nos 4394 pontos), tem tudo para ver gerada uma importante reacção de curto/médio prazo ascendente. A projecção aponta para uma progressão potencial próxima de 300 pontos, o que significaria uma aproximação à zona de resistência. No que toca a referências, o ombro deste eventual padrão é o inevitável ponto principal. Contudo, saliento o que disse em relação ao DAX. Até que a neckline seja consistentemente quebrada em alta, não podemos considerar este cenário como sendo mais do que isso mesmo: um simples cenário.

Deixe uma resposta