China pede à França que reduza restrições à exportação de alta tecnologia

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O primeiro-ministro chinês pediu ao seu homólogo francês que a França reduza as restrições à exportação de produtos de alta tecnologia e crie um contexto “mais transparente” para os investidores chineses, informou hoje a agência estatal Xinhua.

Li Keqiang e Edouard Philippe reuniram-se segunda-feira em Pequim durante uma visita oficial do primeiro ministro-francês, que também se encontrou com o Presidente chinês, Xi Jinping, para abordar as relações bilaterais e alcançar diversos acordos.

Durante a reunião, o primeiro-ministro chinês assegurou que ambas as partes devem facilitar o comércio e o investimento, tendo pedido a Paris que reduza as restrições às exportações chinesas de alta tecnologia.

Li Keqiang recordou que Pequim não persegue o ‘superavit’ comercial, pelo que as relações económicas e comerciais devem realizar-se de acordo com as regras do mercado e dos princípios comerciais.

O governante chinês sublinhou o seu desejo de que o bloco europeu se converta num aliado para salvaguardar as normais internacionais, o livre comércio e o multilateralismo, abordando em conjunto questões globais como as mudanças climáticas.

O primeiro-ministro francês afirmou que o seu país está disposto a trabalhar com a China para se oporem ao protecionismo e ao unilateralismo, pedidndo uma maior cooperação em vários setores, como a indústria aeroespacial e a energia nuclear.

O encontro serviu também para que ambos os países firmassem vários acordos para melhorar a cooperação bilateral em matérias energéticas, tecnológicas, alimentares e médicas.

A visita oficial do primeiro-ministro francês coincidiu com a realização em Pequim de conversações ao mais alto nível entre representantes da União Europeia e da China, em que ambas as partes criticaram as medidas protecionistas unilaterais dos Estados Unidos.

JMC // JMC

Lusa/Fim

Deixe uma resposta