CMVM pede a auditor independente para definir preço para BPI sair de bolsa

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) pediu um auditor independente para decidir o preço mínimo que o CaixaBank terá de pagar pelas ações do BPI para tirar o banco de bolsa.

“A CMVM informa que, nesta data, solicitou à Ordem dos Revisores Oficiais de Contas a nomeação de um auditor independente para fixação da contrapartida mínima a oferecer por ocasião do pedido de perda da qualidade de sociedade aberta do Banco BPI, S.A., pela aquisição das ações pertencentes aos acionistas que não tenham estado presentes ou representados ou votado favoravelmente na assembleia onde a mesma foi deliberada”, lê-se no comunicado hoje divulgado.

O regulador do mercado financeiro justifica a nomeação do auditor pelo facto “de a contrapartida oferecida ter sido fixada mediante acordo entre o adquirente e o alienante, através de negociação particular”, considerando que por essa razão “se presume não equitativa”.

O CaixaBank – que controla já mais de 94% do BPI – quer tirar o banco de bolsa e, em junho, foi aprovada em assembleia-geral a proposta do CaixaBank.

O grupo bancário espanhol pretende oferecer 1,45 euros por ação.

As ações do BPI fecharam hoje em bolsa estabilizadas nos 1,44 euros.

IM (PD)// ATR

Lusa/fim

 

Deixe uma resposta