Como lucrar com o negócio dos direitos televisivos dos 3 grandes?

Tiago Esteves
Um dos hot topics nas redes sociais por estes dias relaciona-se com o tamanho e a qualidade do contrato que os três grandes do futebol nacional fizeram com os operadores televisivos. É uma guerra aberta para saber quem tem o maior! Apesar da minha preferência clubística indisfarçada, eu quero lá saber quem fez o melhor contrato! Ganhem juízo, o que é que isso interessa!?! Interessa sim começar a fazer a pergunta certa: Como é que eu posso desviar uma parte dessa interessante quantia para a minha conta? Ora, havendo vários caminhos possíveis (entre os quais concorrer à presidência de um dos clubes e definir o nosso próprio ordenado), o mais simples e directo será por via da compra de dívida destas empresas disfarçadas.

Os clubes de futebol, de uma forma geral, assemelham-se a dependentes de drogas pesadas. Não podem ver dinheiro na mão porque lhes dão imediatamente um destino pouco produtivo. O faseamento destes contratos vem aliviar uma grande preocupação de quem geralmente investe em dívida obrigacionista dos mesmos, em princípio os reembolsos nos próximos 10 anos estão garantidos. Assim sendo, o já interessante investimento em obrigações destas SAD torna-se ainda mais atraente, pois as garantias ficam mais sólidas. Existem actualmente algumas opções que poderão ser exploradas.

Para o curto prazo, a opção mais interessante vem da parte do Benfica. A obrigação PTSLBFOE0007 tem um cupão de 7,25% e maturidade em finais de Abril. A negociar muito próxima do par, e a confiar na não falência do clube nos próximos 4 meses, consegue-se por esta via um investimento de curtíssimo prazo com uma taxa de juro que nenhum depósito a prazo dá actualmente. 
Para o médio prazo, a opção mais interessante pertence ao FC Porto. A obrigação PTFCPGOM0006 tem um cupão de 6,25% e maturidade em Junho de 2017. A cotar nos 102,75%, garante ainda assim uma taxa bruta até à maturidade (cerca de um ano e meio = (6,25*1,5)-2,75)) que ronda os 7%.
Para o médio/longo prazo, a opção mais interessante vem de Alvalade. A obrigação
PTSCPFOE0002 cota actualmente a 102,75% e tem um cupão de 6,25% com maturidade em Maio de 2018. Feitas as contas, garante uma taxa bruta anualizada de 5,41%. 
Como já partilhei por diversas vezes, sou um grande adepto de obrigações de futebol. Consciente dos riscos que corro, a verdade é que pagam muitíssimo bem por esse risco (já tive obrigações do Sporting com rentabilidades de 15%/ano), e vão pagando. Já partilhei também que a minha estratégia neste caso passa por uma diversificação cruzada (a falência de um dos clubes representaria teoricamente um benefício para os outros dois). Não estando nós a falar de rentabilidades obscenas, é sem dúvida uma conversa bem mais interessante e produtiva do que andar a discutir tamanhos no Facebook.

Lista de Comentários

  • Maria Inês Campos 31 / 12 / 2015 Reply

    Boas Tiago,

    Relativamente às obrigações do Benfica, teríamos de reembolso o "juro corrido", desde o último pagamento do cupão até à liquidação, o que na prática, ganharíamos pouco menos de 1 mês. Estou a fazer bem as contas?
    Obrigado.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 31 / 12 / 2015 Reply

    Olá Maria,
    Sim, o raciocínio é praticamente correcto, mas há uma parte omissa que poderá fazer diferença. Quando receber o cupão, no momento do reembolso, recebê-lo-à na totalidade. Por isso, o que vai pagar agora em juro corrido será mais tarde compensado. Na prática, apenas não receberá na totalidade a taxa anualizada de 7,25% porque a cotação está acima do par em 0,5% à data de hoje. Vamos fazer as contas:

    7,25%/ano corresponde a 0,604% ao mês
    Contando com 4 meses de remanescente, temos um total até à maturidade de 2,42% de taxa bruta.
    Descontando daqui os 0,5% pagos a mais pelo cupão, temos uma taxa bruta efectiva de 1,91%. A taxa anualizada, mesmo descontando a compra acima do par, continua a ser de 5,75%.
    Cumprimentos

  • BFerraz 07 / 01 / 2016 Reply

    Olá Tiago, sigo atentamente o seu blog e hoje fui à procura de obrigações. Diga-me, onde posso encontrar informação sobre obrigações portuguesas, cupão, quando é efetuado o pagamento do mesmo, etc… É que encontro no site da euronext,mas não essas informações. Nunca negociei obrigações, tenho alguns conhecimentos teóricos apenas, mas a ideia seria comprar e deixar correr o prazo, uma espécie de depósito a prazo(mais riscos claro) mas mais proveitoso.
    Desde já o meu obrigado.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 07 / 01 / 2016 Reply

    Olá Ferraz,
    Infelizmente não há muita informação, e a que existe não está concentrada. Pessoalmente vou directamente ao prospecto informativo do título, se no site da Euronext não tiver o que procuro. A Bloomberg tem um serviço mais completo, mas é pago. O que geralmente também faço é pedir ao meu banco o print da página do terminal sobre determinado título, e assim posso ver toda a informação. Mas, uma vez mais, o mais fiável é o prospecto.
    Abraço

Deixe uma resposta