Corticeira Amorim – Apesar do bom momento, deixamos um plano de fuga

Tiago Esteves
A Corticeira Amorim vai, passo a passo, construindo o seu caminho e renovando novos máximos. Apesar de ser um título relativamente low-profile, tem vindo a multiplicar valor e a bater recordes de cotação. A quebra recente dos 9,66€, que representavam o anterior máximo histórico, poderá dar sustentabilidade para mais um rally. Sendo desejável a existência de uma consolidação antes de novo rally ascendente, não será certamente de desperdiçar se o mesmo surgir sem grandes avisos. Neste momento, o maior problema deste título é a significativa distância do ponto actual até ao ponto de saída segura.Para ajudar quem está dentro, defini dois pontos de alerta no gráfico diário, um que considero ser o suporte principal e o outro que seria um suporte mais fraco, denominado de secundário. O suporte secundário, situado nos 8,45€, será o primeiro sinal de alerta de que algo poderá não estar bem. A sua quebra não significará, contudo, inversão de tendência. Ainda assim, poderá ser utilizado para fazer scaling out à posição. Já o suporte primário, situado nos 7,625€, é um ponto-chave absolutamente fundamental para o futuro de médio e longo prazo da cotação. A sua quebra em baixa representará uma inversão de tendência de médio prazo, e pode mesmo levar à inversão de longo prazo. Para já não há quaisquer evidências de que tal cenário possa vir a colocar-se. Contudo, manda a prudência que se trace um plano B para o caso de algum imprevisto suceder.

 

Deixe uma resposta