DAX – Análise Técnica

Tiago Esteves

Se há índice na
Europa que se tem aguentado à pressão financeira na Europa dos últimos meses,
esse índice é o Dax – o índice do mercado Alemão. O Dax terá sido o indice dos
países da zona Euro que menos caiu desde o início da turbulência,
acumulando actualmente uma modesta perda de 16% desde o seu máximo recente.
Perdas quase irrisórias,
quando comparadas com as perdas dos índices ibéricos, a rondar os 50%.
De facto a
Alemanha tem sido o motor de uma Europa moribunda, as empresas Alemãs cresceram durante anos e continuam a respirar saúde (muito à custa dos periféricos e da dívida que nos está a enterrar, mas isso é assunto para outro post). Ainda assim, no gráfico do último ano conseguimos vislumbrar 3 Head & Shoulders, todos activados, e apenas um que não atingiu o seu target. Isto tem de ser visto como um sinal de indefinição, no mínimo!
Olhando para o gráfico não consigo vislumbrar sinais bullish sólidos o suficiente para me levarem a entrar longo. O lower-high foi quebrado, é certo, mas foi substituído por um padrão de inversão! E ter um máximo relativo baseado num H&S é algo para nos preocupar bastante. Resumindo: O H&S atingiu o seu target e até parece ter ganho suporte na projecção. Mas até quebrar a Linha de Tendência descendente de médio prazo (que está apenas a 10%, diminuindo essa distância de dia para dia) eu, pessoalmente, não entraria longo. Para ser sincero, se tivesse de me posicionar de um dos lado neste momento shortaria, sem dúvida. Mas como me posso manter de fora, é o que vou fazer. Se apresentar sinais sólidos de inversão entro longo. Se quebrar o higher-low shorto! Os grandes também caem, e quando caem o estrondo é sonante…

Deixe uma resposta