Deutsche Bank diz que coronavírus pode contribuir para recessão na Alemanha

Agência Lusa

O coronavírus pode levar a economia alemã, que está debilitada, à recessão, considerou o economista-chefe para a Alemanha do Deutsche Bank, Stefan Schneider.

Num estudo publicado hoje, o Deutsche Bank afirmou que “a conjuntura alemã está cada vez mais fraca” e que os dados da produção industrial, da entrada de encomendas e das vendas a retalho em dezembro foram muito débeis e apontam para uma queda ligeira do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre.

“Além disso, o coronavírus é um risco para a recuperação global”, porque reduz a esperança de uma recuperação da economia chinesa, acrescentou Schneider.

Este fator pode também custar ao PIB alemão 0,2 pontos percentuais no primeiro trimestre, pelo que parece possível uma recessão técnica no semestre de inverno, que inclui o quarto trimestre do ano passado e o primeiro deste ano.

Uma recessão técnica ocorre quando a economia se contrai dois trimestres seguidos.

No ano passado, a economia alemã evitou uma recessão técnica ao conseguir um ligeiro crescimento no terceiro trimestre, depois de um recuo do PIB no segundo.

O aparecimento do coronavírus pode aumentar a prudência das empresas chinesas e travar a recuperação da procura de bens alemães por parte da China, o que prejudicaria ainda mais as exportações de Berlim, numa fase em que já estão debilitadas.

Na China, já foram registadas 1.113 mortes devido à epidemia causada pelo coronavírus, com um total de 44.653 infetados, segundo o balanço mais recente.

EO // JNM

Lusa/fim

Deixe uma resposta