EDP lança operação de 500 ME para otimizar passivo e alargar maturidades

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A EDP lançou uma operação, que ronda os 500 milhões de euros, e que tem como objetivo “otimizar a carteira de passivos” do grupo e “aumentar a maturidade média da dívida”, avançou ontem a empresa.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa deu conta de “resultados e ‘pricing'(preço) das ofertas para aquisição em dinheiro de valores mobiliários representativos de dívida pertencentes aos detentores” de algumas emissões.

A EDP anunciou ainda que decidiu fixar o ‘Final Acceptance Amount’ (montante de aceitação final) em 499.998.000 euros.

“Espera-se que a data de liquidação a respeito dos valores mobiliários aceites para compra no âmbito das ofertas seja 11 de dezembro de 2018”, salientou o grupo liderado por António Mexia.

No mesmo comunicado, a EDP referiu que “as ofertas enquadram-se nas iniciativas destinadas a otimizar a carteira de passivos do Grupo EDP e a aumentar a maturidade média da dívida do Grupo EDP, utilizando liquidez disponível para reduzir o montante da sua dívida bruta como parte da estratégia de gestão da dívida” da empresa.

Detalhou ainda os instrumentos que são alvo desta operação, cinco linhas, tendo o maior montante sido aplicado num instrumento com maturidade em setembro de 2020, num total de 287,7 milhões de euros.

A empresa informou também que “pagará juros corridos a respeito dos valores mobiliários aceites para compra no âmbito das ofertas”.

ALYN // EA

Lusa/Fim

Deixe uma resposta