EDP Renováveis não ata nem desata

Tiago Esteves

Após a análise recente à EDP, seguimos hoje no caminho das energéticas analisando a EDP Renováveis. E se na casa-mãe pudemos observar e apontar claros sinais de fraqueza, já aqui os mesmos ainda não se fazem notar. Também há que dizer que os sinais de força se têm vindo a desvanecer, e o que temos neste momento passa por uma lateralização ascendente algures entre o suporte motivado pelo gap e a resistência histórica dos 7,25€. Como já referi algumas vezes, para negociação de longo prazo este título não me atrai. Sobretudo pelo receio que a EDP a retire do mercado na próxima oportunidade de compra barata. Mas para negociação de curto prazo, vão surgindo oportunidades. Num timeframe mais reduzido, pode ver-se que o título tem vindo a negociar com uma enorme linearidade, o que é sempre útil nestas situações. E mesmo que o suporte traçado a vermelho no gráfico seja quebrado, ou novamente comprometido, apesar de a cotação poder vir a entrar na zona de gap, o perigo está circunscrito. Até que a zona dos 6,086 seja quebrada em baixa, dificilmente podemos para já falar em inversão de tendência. Já no sentido contrário, o alvo a abater situa-se nos 7,25. A ser quebrado em alta, o título terá novamente margem para crescer.

Quer aprender mais sobre negociação? Conheça o nosso curso de introdução aos mercados financeiros

Deixe uma resposta