EDP renováveis a passar entre os pingos da chuva – Até quando?

Tiago Esteves
O comportamento da EDPR nos últimos dois meses tem sido deveras surpreendente, na minha opinião. Apesar da fortíssima desvalorização do preço do petróleo, a EDPR continua a valorizar. É sabido que existe uma significativa correlação inversa entre o preço desta matéria-prima e as energias renováveis, que só têm viabilidade real caso o preço das energias “sujas” esteja caro o suficiente para justificar o investimento alternativo. O índice de energias renováveis (RENIXX), do qual inclusive a EDPR faz parte, tem vindo a reflectir esse efeito, e já desvalorizou mais de 20% desde os máximos de Setembro e os mínimos de Outubro. Ora, estando a EDPR actualmente com uma overperformance face ao sector, e não sendo conhecidos motivos que o justifiquem de forma sólida, não me surpreenderia que assistíssemos a uma correcção do título na chegada à zona de resistência dos 5,6-5,7. 
Tecnicamente, e à semelhança do que acontece actualmente com vários títulos do PSI, a EDPR está numa zona de definições no que ao médio/longo prazo diz respeito. Se por um lado fez um lower-low em Agosto e um lower-high em Setembro, sinais inequívocos de fraqueza, por outro lado fez um higher-low em Outubro que deixa tudo em aberto. É, assim, absolutamente decisivo esperar que a empresa quebre o range de preços antes de tomar uma decisão de posicionamento longo prazo! Contudo, a propósito dessa quebra (e à semelhança do que faz a própria casa-mãe), importa notar que a EDPR tem um grande desprezo por suportes e resistências. A lógica de máximos e mínimos relativos é, neste título, de longe mais segura para referência de negociação. Pessoalmente, esperarei por uma indicação de negócio no gráfico horário. Tem sido, de longe, o timeframe mais fidedigno neste título.
Disclaimer
Todos
os comentários e posts publicados neste blogue são meras opiniões pessoais, não
devendo ser confundidas com recomendações de compra ou venda. As compras e
vendas são da responsabilidade do investidor, bem como os lucros ou perdas daí
resultantes. Se necessitar de aconselhamento financeiro contacte uma entidade
ou profissional certificados pela CMVM

 

Deixe uma resposta