EDPR – Update Gráfico

Tiago Esteves
Deixo um update à EDP Renováveis, depois de me ter surpreendido pela positiva ao quebrar a zona de resistência. Confesso que não esperava uma reacção tão interessante do ponto de vista ascendente.
A EDPR acabou por fazer um higher-high, sinal de força ascendente, e após uma consolidação voltou à carga para fazer um máximo relativo ainda mais elevado.

Ainda assim, não há actualmente sinais suficientes indicativos de que estejamos perante o início de uma tendência de alta no longo prazo. Espero para breve alguma definição nessa área, o comportamento das próximas semanas ajudará a clarificar o cenário macro.
Caso a tendência ascendente seja para manter, os 4,14€ não deverão ser quebrados em baixa. Mesmo que tenhamos um swing down, a cotação tem de reagir antes desse ponto e caminhar para novos máximos. Caso os 4,14€ sejam quebrados em baixa é provável que nos acerquemos do suporte.

Uma nota para o volume, que não tem sido muito elevado nestas sessões de força ascendente. Para já vou manter-me de fora, mas sem preconceitos!

Comment List

  • Hugo O'Neill 20 / 02 / 2014 Reply

    Também reparei nas subidas com o volume a decrescer, não inspira confiança. O melhor é ficar a ver da bancada.

  • Anónimo 21 / 02 / 2014 Reply

    Porque não metes o gráfico na escala logaritmica?

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 21 / 02 / 2014 Reply

    A escala utilizada é logaritmica. Alguma diferença que possa existir está relacionada com o não ajuste a dividendos

  • Anónimo 21 / 02 / 2014 Reply

    Olá novamente,

    Vê este link
    http://graphiques.lecho.be/240177602
    e mete na escala logaritmica.

    Tem lá um H&S invertido activado que acho que deverias falar nele.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 21 / 02 / 2014 Reply

    Confesso que não consigo ver. De qualquer forma, não poderemos considerar um padrão de inversão ascendente sem que estejamos perante uma tendência prévia descendente.

  • Trolha 24 / 02 / 2014 Reply

    Não entendo a razão de ser da surpresa desta subida sustentada em bolsa da EDPR. A EDPR é dos melhores activos do PSI20, com investimentos de milhares de milhões de EUROS, nomeadamente nos EUA, promissoramente muito rentáveis (apesar das vicissitudes ocorridas em Portugal e em Espanha).
    Mesmo que seja engolida pela casa-mãe, não me parece que os detentores das acções EDPR sejam penalizados por isso.
    O volume em bolsa é baixo por os 22,5% da EDPR, que consitui o free float, estar na sua quase totalidade nas mãos de investidorsec institucionais sem qualuer vontade de se desfazerem dum activo que para eles é um activo de longo prazo.
    Isos a mim não me faz qualquer confusão.

Deixe uma resposta