Análise Semanal – Jerónimo Martins

Tiago Esteves

Em mais uma semana de animação nos mercados internacionais, a Jerónimo Martins foi a vencedora da habitual sondagem.

A Jerónimo Martins foi das empresas do PSI-20 que menos sofreu até agora com este bear market. Além de ter continuado a subir quando todas se encontravam em fortes quedas, quando terminou o seu bull mode sofreu muito menos que as outras. No total, cerca de 50% desde o máximo até ao actual mínimo relativo.
Repare-se na LTd de médio prazo que está marcada a salmão (a tracejado). Após a LTa de longo prazo ser quebrada, foi esta linha que uniu os consecutivos lower-highs que vinham a ser construídos desde Dezembro de 2008. Como é visível, acabou por ser quebrada e re-testada nas últimas sessões. Este poderá ter sido o primeiro sinal de que os ursos resolveram fazer uma pausa.

Uma parte significativa das empresas do Psi-20 está a dar sinais consistentes de compra e a JMT não foge à regra. Nas últimas semanas parece vir a desenhar o clássico H&S de inversão, padrão conhecido por ser bastante fiável. Embora não se possa dizer que os volumes tenham evoluído conforme esperado no desenho do padrão, também não contrariam a sua construção. Recordo que o primeiro título do PSI-20 a inverter foi a EDPR, precisamente com um H&S, com volumes que não nos permitiam chegar a qualquer conclusão. O que é certo é que a inversão foi consagrada e confirmada, encontrando-se já muito próxima de atingir o target proposto.

Caso efective o padrão com uma quebra consistente e com volume, poderemos ter espaço para uma subida até à LTa de longo prazo quebrada, que servirá naturalmente como resistência. Não me parece que a subida vá ter força suficiente para ultrapassar essa fortíssima resistência, mas tem tudo para a atingir. Até lá, existe uma mais-valia potencial de cerca de 30% que poderá ser aproveitada. Se eventualmente não conseguir activar o padrão, já que os 4€ constituem uma resistência significativa, os 3,65€ devem ser vigiados e mantidos como referência para a colocação de um stop-loss. No entanto, continuo a afirmar que o movimento ascendente em geral vai esticado e uma correcção não deverá ser grande surpresa. A grande questão é mesmo saber quando aparecerá e quanto se pode ainda ganhar até lá…

Disclaimer
Este comentário é uma opinião pessoal, não deve ser confundido com uma recomendação de compra ou venda. As compras e vendas são da responsabilidade do investidor, bem como os lucros ou perdas resultantes.

Deixe uma resposta