Enquanto a Europa lateraliza em máximos, o PSI20 caminha para mínimos

Tiago Esteves
Apesar da vitória da Banca na sondagem semanal, decidi ser anarquista e analisar os índices Europeus! Tal acto de rebeldia deve-se ao facto de estar ausente do país na próxima semana e sem acesso aos gráficos horários, o que deixaria a análise à banca mais incompleta do que o habitual. Fica o registo de vitória, e a promessa de colocar o BCP, BPI, CTT e ING ao microscópio assim que regressar.

Comecemos a ronda aos índices pelo PSI20, numa semana que pode ser marcada pelo regresso da volatilidade (se é que ela chegou sequer a ir-se embora). Enquanto a generalidade dos índices Europeus tem vindo a lateralizar em alta, próximos de máximos, o PSI20 tem lateralizado em mínimos e está cada vez mais próximo de bater novo recorde de negatividade! Falhou aquilo que poderia ser uma boa oportunidade de reacção em alta, não tendo activado o padrão de inversão que se formava num timeframe menor, e resta agora esperar que os 4371 pontos aguentem esta investida da cotação. Este é um suporte que vem da reacção anterior, formado e motivado pela reacção em alta de 5% em 3 dias, e que aguentou já uma primeira investida em meados de Novembro.

Na minha opinião, contudo, dificilmente este suporte aguentará mais este ataque descendente. A reacção de meados de Novembro teve apenas uma amplitude de 2%, o que é manifestamente pouco para manter um suporte activo. A cotação deve por isso quebrar esse ponto em baixa e aproximar-se do segundo ponto de suporte, nos 4259 pontos. Este ponto, que marca um mínimo de todos os tempos para o índice, poderá também suportar uma pequena reacção ascendente. Mas eu diria que a força da probabilidade está do lado de nova entrada em mínimos, mais cedo ou mais tarde.

Claro está que, conforme temos visto nas últimas análises, apesar de o índice estar a apresentar resultados globais medíocres existem ainda boas oportunidades no nosso mercado. Cada vez menos, é certo, mas continuamos com várias empresas próximas de máximos de médio prazo. E são essas que devemos acompanhar e valorizar. O PSI20 é hoje um reflexo doente de toda a negatividade que existe no nosso sistema financeiro, sendo pouco fiel ao valor que ainda existe em algumas empresas. Olhe-se portanto para essas, e deixe-se de lado o índice representativo do mercado, que esse parece só conhecer uma direcção.

Deixe uma resposta