EUA proíbem transações em criptomoeda emitida pela Venezuela

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O Presidente dos EUA, Donald Trump, assinou hoje uma ordem executiva que proíbe às empresas e aos cidadãos norte-americanos ou estrangeiros radicados no país realizar transações em qualquer tipo de moeda digital emitida pelo seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro.

A proibição tem lugar quando o Governo venezuelano lançou a criptomoeda Petro.

“Proíbem-se todas as transações relacionadas com a provisão de financiamento e outras negociações, a pessoas dos Estados Unidos ou dentro dos EUA, com qualquer moeda digital que tenha sido emitida por, para ou em nome do Governo da Venezuela, a partir de 09 de janeiro de 2018”, lê-se na ordem executiva.

No texto lê-se ainda que a proibição visa “tomar medidas adicionais” relativamente ao decreto de 2015, que declara a Venezuela como uma ameaça para a segurança interna norte-americana.

A Venezuela já reagiu à medida, acusando os EUA de pretender submeter o país a mais agressões e prometeu “mais revolução”.

“(Manifestamos) a nossa profunda indignação e condenação da decisão do imperialismo norte-americano de submeter a Venezuela a mais bloqueios e o nosso povo a mais sanções, a mais agressões”, disse o vice-Presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela, no poder.

Segundo Diosdado Cabello, que é tido como o segundo homem mais forte do regime, “quanto mais sanções, quanto mais agressões, mais revolução”.

FPG // EL

Lusa/Fim

Deixe uma resposta