FMI prevê crescimento de 1,4% para economia russa em 2019

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A economia da Rússia vai crescer este ano a um ritmo aproximado de 1,4%, em linha com a média dos últimos três anos, indicou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI), após uma visita de peritos ao país.

Num documento divulgado pelo FMI com as conclusões preliminares da visita, a equipa referiu que “as perspetivas de crescimento da Rússia vão depender da solidez das políticas nacionais e das reformas”.

No ano passado, a economia russa cresceu 2,3% e para 2019 o Ministério do Desenvolvimento Económico espera um crescimento de 1,3%.

O banco central prevê que o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) fique entre 1,2% e 1,7%.

Segundo o FMI, “a Rússia deve concentrar-se agora em reformas para melhorar o potencial de crescimento”.

A instituição liderada por Christine Lagarde definiu como um pilar essencial o quadro macroeconómico definido pelas autoridades russas em 2014, “em circunstâncias difíceis”, quando o país enfrentava uma crise económica e financeira.

Na altura foram estabelecidos, entre outros, objetivos de inflação e de flexibilidade da taxa de câmbio.

As medidas ajudaram o país a enfrentar os impactos externos, a reduzir a incerteza e a melhorar a solidez do setor financeiro, permitindo aos bancos apoiar melhor o crescimento, segundo o FMI.

EO // MSF

Lusa/fim

Deixe uma resposta