Galp – A brecha na defesa não é para já preocupante

Tiago Esteves
A Galp, à boleia do petróleo, continua a viver um momento bastante positivo. Vai já com um ganho de 60% em menos de um ano, e não se denotam ainda sinais de inversão de médio prazo. Há, contudo, um sinal de retracção no gráfico horário que pode até transformar-se numa oportunidade no timeframe diário. Um dos problemas dos títulos que estão em subida activa passa pela dificuldade em encontrar um ponto de entrada ou reforço. É exactamente o que se passa actualmente com a Galp, pois o ponto de stop mais próximo está 8% abaixo do preço, e nem sequer é um refúgio muito seguro. Nestes casos, como se sabe, opto por deixar o título corrigir, apanhando depois o movimento ascendente no gráfico horário.

Ora, antes de haver uma subida, terá de haver uma descida. Ou, pelo menos, uma consolidação. E é aí que quero chegar. A reacção ascendente no gráfico horário suportada por um padrão de inversão parece ter-se esgotado, tendo dado lugar a um novo movimento reversivo de ascendente para descendente. Espera-se agora uma continuação do movimento descendente de curto prazo, que tem como primeira projecção os 13€ mas que pode ter continuidade até aos 12,3-12,5€. Importante, seguindo a lógica anterior, será identificar a exaustão deste expectável movimento correctivo e aproveitar a oportunidade para entrar longo. Enquanto não surgirem no gráfico diário sinais de fraqueza (o compromisso dos 12,09€), todas as oportunidades de correcção de curto prazo devem continuar a ser aproveitadas para acumulação.

Deixe uma resposta