GALP a navegar entre canais

Tiago Esteves
Num dia em que a bolsa portuguesa volta a ser penalizada pelos rumores de AC no BCP, deixo uma análise à GALP.  Se por um lado tem vindo a lateralizar nos últimos dois anos num canal horizontal, entre suporte e resistência, nos últimos 4 meses tem vindo a convergir num canal ascendente (ok, em teoria é mais uma cunha, mas na prática não interessa assim tanto) que a pode levar a quebrar a zona de resistência.

Hoje, galvanizada pela subida da matéria prima, que por sua vez foi empurrada pelos confrontos no norte do Iraque, parece ter querido dar um sinal de força ascendente. A vela de hoje colocou-a na zona de todas as decisões. Por um lado temos a poderosa zona de resistência, com dois anos de validade, e o topo dessa cunha diagonal. Por outro lado temos um aumento do volume nos últimos três dias e as notícias fundamentais a valorizarem a matéria-prima, que ainda está a cerca de 5% da sua zona de resistência…

O que esperar então das próximas semanas? Se tivesse de me posicionar, (enquanto a zona de resistência durar) seria do lado curto. A zona de resistência é muito forte, tem vindo a repelir com veemência a cotação, e surpreender-me-ia fosse quebrada em definitivo num primeiro assalto. Admito uma penetração em alta da cotação, com novo higher-high, mas duvido que tenhamos um breakout à primeira tentativa. Se assim fosse, se tivéssemos um breakout veemente, tal poderia constituir o início de uma nova tendência, colocando fim ao prolongado período de lateralização.

Ainda não decidi se vou tentar o short, em princípio esperarei para ver a reacção durante a sessão de amanhã. A proveitosa relação risk:reward está a tentar seduzir-me, e eu estou quase a deixar-me convencer. Seja como for, não me canso de repetir que a elevada tecnicidade da GALP me encanta…

Comment List

  • Anónimo 12 / 06 / 2014 Reply

    Olá Tiago,

    Excelente post e possível excelente trade no horizonte.
    Como sou novata nisto fiquei com uma dúvida: o que seria necessário acontecer amanhã para se efectivarem as condições para um short à Galp? A retracção à primeira linha da zona de resistência com força e volume? Uma vez que fala que poderá ser no dia de amanhã qual o melhor time-frame para verificação, o de 4 horas, o de uma hora? E já agora também usa o time-frame de 15 minutos para decidir a entrada (ouvi esta teoria num seminário que fiz)?
    Desculpe a quantidade de perguntas e se puder ajudar fico muito agradecida.

    Muito obrigada,

    Inês Santos

  • Caro Tiago,

    Ao observar a cotada, fico com a ideia que ela ainda está com força para ir à segunda linha da resistência, embora concorde consigo que também me parece que vá cair o que seria um bom short. No entanto ao olhar para o estocástico o de dia ainda agora rompeu em alta o sobrecomorado e na hora e nas quatro horas está ainda lá por cima. Sabendo pouco disto diria que ainda tem margem para crescer estando bem acima das MM20, 50 e 200. Embora esta última está a dar sinais de estabilização/lateralização o que indica queda no futuro próximo. Mas ainda assim não põe a hipótese se ainda subir mais um dia ou dois?

    Um abraço,

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 12 / 06 / 2014 Reply

    Olá Inês,
    Seria necessário que surgissem sinais de exaustão do movimento ascendente. Eu não sou daytrader, habitualmente não me preocupo muito com o intraday. Mas sim, poder-se-ia reduzir a um timeframe mais curto para detectar um padrão de inversão. No gráfico de 15 ou mesmo no de 5, por exemplo. Imagine que detectava um H&S no timeframe de 15 minutos. Isso seria um interessante sinal de arranque!

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 12 / 06 / 2014 Reply

    Manuel,
    Concordo, é bem capaz de chegar até lá. A questão passará mesmo pela força ascendente que demonstrará ao chegar a essa zona. Não descarto essa possibilidade, de subir um pouco mais. Daí falar num potencial higher-high. Quanto aos indicadores, como sabe não os valorizo em demasia. Ainda assim, e considerando a falta de força ascendente que a Galp mostrou em Janeiro e Junho do ano passado, não me admiraria que o ciclo correctivo se iniciasse com os indicadores fora da zona de overbought.
    Abraço

  • JorgeNevada 13 / 06 / 2014 Reply

    Tiago… hj a GALP fechou bem acima do suporte, e houve ali algum volume a acusar breakout.. ainda consideras a hipotese ser um falso break?
    Eu estava short já desde a resistencia dos 13.05 e fui stopado nos 13.48, e agora estou a ponderar entrar longo, se segunda se confirmar o break out.

  • Caro Tiago,

    Não resisto a pedir-lhe um comentário a um post que coloquei no caldeirão. Um abraço

    O dia de hoje contrariou em grande medida o que estávamos a esperar. É certo que esperaria que testa-se a resistência, mas quebra-la tão em cima não estava nos planos! 😀
    Faz mais de 2 anos que a cotada não fechava tão alta, com um estocástico altíssimo no time-frame da hora e das 4 horas. A única coisa que não me agradou em demasia foi o volume. Embora esteja em crescendo, o que é sempre positivo, esperava-se mais para uma quebra da zona de resistência com esta longevidade.
    Parece-me que se afiguram dois cenários para segunda-feira:
    – Vela vermelha com volume e perda significativa ficando fora, no mínimo da segunda linha da zona de resistência. Não creio que seja já um sinal de short pelo que esperaria ainda pelo menos mais um dia.
    – Vela verde com grande volume. Se for este o cenário apostaria já na segunda uma entrada longa, pois creio que, olhando para o passado da cotada, podemos ter um rally quase em forma de bolha até à casa dos 15,5, ou seja, mais de dois euros da actual cotação.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 13 / 06 / 2014 Reply

    Jorge,
    Sim, hoje a Galp fez precisamente o que de certa forma se esperava, um higher-high. Existe uma nova resistência nos 13,77, acredito que iremos assistir a uma retracção antes dessa zona. Será essa retracção, e a sua respectiva força, que decidirá o futuro de curto prazo da Galp.

    Manuel,
    Como dizia na resposta ao Jorge, não me surpreende a vela de hoje, de todo. Enquadra-se no cenário de higher-high de que ontem falamos. Até admito uma continuidade do movimento até à proxima resistência, mas de facto nem o volume nem a força de fecho foram suficientemente convincentes na minha opinião.

    Para já fico neutro na Galp. O short tornou-se arriscado nesta zona, o long ainda não é suficientemente seguro na minha opinião.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 13 / 06 / 2014 Reply

    Jorge,
    Sim, hoje a Galp fez precisamente o que de certa forma se esperava, um higher-high. Existe uma nova resistência nos 13,77, acredito que iremos assistir a uma retracção antes dessa zona. Será essa retracção, e a sua respectiva força, que decidirá o futuro de curto prazo da Galp.

    Manuel,
    Como dizia na resposta ao Jorge, não me surpreende a vela de hoje, de todo. Enquadra-se no cenário de higher-high de que ontem falamos. Até admito uma continuidade do movimento até à proxima resistência, mas de facto nem o volume nem a força de fecho foram suficientemente convincentes na minha opinião.

    Para já fico neutro na Galp. O short tornou-se arriscado nesta zona, o long ainda não é suficientemente seguro na minha opinião.

Deixe uma resposta