Grupo Santander aumenta lucro em 4% no primeiro semestre para 3.752 ME

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O grupo espanhol Santander obteve um lucro de 3.752 milhões de euros no primeiro semestre do ano, um aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano passado, depois de ter tido despesas de 300 milhões com a integração do Banco Popular.

Na informação que enviou hoje de manhã à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) espanhola, o grupo sublinha que se fossem excluídos estes encargos não recorrentes teria tido um benefício de 4.052 milhões de euros, um aumento de 25%, devido ao crescimento das receitas com os clientes.

Devido às despesas com a integração do Banco Popular, comprado em 07 de junho de 2017, o lucro do grupo no segundo trimestre do ano caiu 3%, para 1.698 milhões de euros, em relação ao mesmo período um ano antes.

Por outro lado, o esforço colocado na vinculação de clientes favoreceu um aumento de 10% na margem de lucro e de 13% das receitas em comissões, em euros constantes, e a qualidade do crédito continuou a melhorar com a taxa de crédito mal parado a situar-se nos 3,92% no final de junho, menos 145 pontos básicos do que há um ano.

O banco sublinha que o número de clientes que utiliza os seus serviços digitais (internet) aumentou em 23%, para 28,3 milhões de euros nos últimos 12 meses, com 47% dos clientes ativos a utilizarem habitualmente estes serviços.

O rácio de capital CT1 do Santander atingiu os 10,80% em 30 de junho último e o grupo prevê cumprir o seu objetivo de aumentar o benefício por ação para mais de 10% em 2018.

De acordo com a informação enviada à CNMV, a operação que tem em Portugal teve um lucro de 250 milhões de euros de janeiro a junho, um aumento de 6%, com um crescimento de receitas que ultrapassou as despesas.

Ainda em Portugal, o grupo salienta que “continua centrado” na integração do Popular, “que avança como estava previsto”.

FPB // SB

Lusa/Fim

Deixe uma resposta