Índices Americanos – Dow Jones a sinalizar retracção

Tiago Esteves
A sondagem desta semana resultou num empate entre os índices Europeus e Americanos. Face à recente análise aos índices Europeus, desempato eu em prol dos Americanos. Começo a análise pelo Dow Jones, índice que já não era analisado desde a formação de um duplo fundo no início do ano. Esse padrão acabou por ser não só activado mas também concretizado, e foi mesmo o responsável por boa parte do movimento ascendente mais recente. Temo-lo agora a dar alguns sinais de hesitação, com um topo arredondado a ser activado e já concretizado no gráfico de 4 horas, e com um potencial padrão de consolidação de movimento que agora parece também ser activado. Seguindo a sua leitura, a projecção indica que em breve deveremos ter o Dow Jones nos 17.758 pontos.

Não é, ainda assim, um movimento deveras preocupante. Este índice tem uma boa referência de negociação no mínimo relativo dos 17.135 pontos, e mesmo que essa área seja revisitada teremos ainda uma margem de 3,5% até à quebra do ponto-chave. Se este mínimo relativo quebrar, então as coisas complicam. Mas vamos esperar para ver. De um ponto de vista mais optimista, temos os 18.400 pontos a servirem de referência principal. Ainda antes dessa marca, diria que a inviabilização do movimento acontecerá caso o vértice do triângulo seja comprometido. São, nesse caso, os 18.298 pontos a referência a quebrar para que se inverta este ciclo mais negativista.

Deixe uma resposta