Índices Europeus – A semana que passou e a que agora se avizinha (30/11/2014)

Tiago Esteves
Deixo os tópicos da análise aos principais índices Europeus:
– Dax em máximos, mas a entrar em fortíssima zona de resistência. Podemos assistir a uma pequena correcção de curto prazo;
– CAC a consolidar, com forte divergência nos indicadores. A quebra da consolidação ditará o sentido do movimento
– PSI20 desiludiu, com fraca performance. Se zona de suporte não resistir, iremos a novos mínimos

Comment List

  • Tiago 30 / 11 / 2014 Reply

    Boa noite Tiago,

    Qual a tua opinião sobre a GALP e sobre tudo o que se está a passar no mercado do petróleo? Estaremos mesmo a entrar numa fase prolongada de preços do petróleo entre os 50-60€?

    Pergunto-te isto porque a GALP parece uma das petrolíferas com mais potencial, à cotação actual, dada a apresentação das novas previsões de crescimento de EBITDA 25% ao ano até 2018 e crescimento anual da produção em 40% até 2020, e um crescimento dos dividendos até 2016/2017. Parece-te um bom investimento de médio/longo prazo?

    Abraço e bons negócios 🙂

  • JorgeNevada 02 / 12 / 2014 Reply

    Caro Tiago, desculpa o comentário offtopic.

    Esta polémica que se instalou à volta do Ulisses Pereira merece-te algum comentário? Afinal de contas estamos a falar de alguém que reunia o reconhecimento de toda a comunidade bolsista portuguesa.

    O meu objectivo não é de forma alguma alimentar polémicas, mas abordar uma temática que me parece de enorme relevancia. Todos os dias existem pessoas que se iniciam nos mercados que, ainda sem grande capacidade, tentam aplicar as técnicas que aprendem daqueles mais experimentados (no meu caso, tu és a minha primeira e principal referência). Ao ver estes casos, faz sentido perguntar se é legítimo considerar se o mercado bolsista é aconselhável à generalidade das pessoas.

    Um abraço.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 02 / 12 / 2014 Reply

    Tiago,
    Entretanto respondi ao teu comentário em forma de post. Tecnicamente as coisas não estão fáceis, e a dependência do preço do petróleo tem um impacto brutal nas margens e mesmo no Ebitda. Esperaria para ver o potencial de desenvolvimento futuro.

    Jorge,
    Esta história é já conhecida há alguns meses, tenho-me abstido de tecer grandes comentários. Diria apenas que considero o Ulisses um bom analista, o que nem sempre é suficiente para se singrar nos mercados. Custa-me a crer que o Ulisses tenha praticado churning voluntariamente, mas dadas as evidências acaba por ser dificil de compreender determinadas coisas. Penso que é difícil que o Ulisses tenha culpa sozinho neste processo, mas enfim…

    Abraço

Deixe uma resposta