ING com dois targets pela frente

Tiago Esteves
À semelhança de uma boa parte da Banca Europeia, o ING continua em franca recuperação. Como é fácil de compreender, tal (também) é resultado das medidas agressivas do BCE em termos de política monetária. Isto traz, pelo menos, um ponto positivo e um negativo acoplados. O positivo passa pelo suporte que de facto é dado ao crescimento deste sector (discuta-se ou não se isso tem resultados para a economia). O negativo passa pela dependência de tais medidas. À semelhança do que se viu nos US, no dia em que se começar a falar em remoção de medidas adicionais, os mercados começarão a coxear. Independentemente desses pontos mais fundamentais, a análise técnica sinalizou forte e convincentemente esta inversão de tendência após activação do H&S. Apesar de a activação já ter ocorrido no final de Fevereiro, o target do padrão ainda não foi atingido. Entretanto, na caminhada ascendente, foi activada também uma bandeira de alta, que nos permite ter um segundo objectivo de progressão. Temos então os 12,24€ para o primeiro target e os 12,70€ para o segundo. Entretanto, a referência defensiva está discretamente abaixo dos 11,10€, ponto mínimo da bandeira. 
No gráfico horário é deveras impressionante o rigor técnico do breakout recente. Repare-se que a projecção do padrão de consolidação foi atingida com um rigor milimétrico, gerando logo de seguida uma importante retracção. Este ponto de projecção é agora a referência a analisar. A reacção que gerou foi suficientemente forte para o transformar em resistência, e a sua quebra em alta poderá ser do que necessita o banco para aumentar a expansão ascendente. Enquanto referência defensiva, diria que podemos e devemos utilizar a mesma do gráfico diário. É o ponto mínimo de retracção em ambos os timeframes, e é significativa o suficiente para que a sua eventual quebra em baixa provoque uma reacção mais negativa do que apenas uma ligeira correcção de curto prazo. 

P.S.: Dia 14 de Abril às 19 horas é dia de análise live no Youtrading

Deixe uma resposta