Jerónimo Martins – Entrada Longa

Tiago Esteves

Deixo aqui uma pequena justificação da minha entrada na JMT.
Para começar, já tinha decidido entrar se houvesse aproximação do suporte dos 5,6. A queda de ontem pareceu-me exagerada e comprei algumas no fecho. Hoje acabei por reforçar nos 5,6. Como eu já disse anteriormente o suporte é muito consistente. Pode andar a “marinar” à volta do suporte por uns tempos mas não acredito que o quebre facilmente.
Sobre a efectivação da quebra, é importante salientar que a JMT tem muita volatilidade intraday. Para mim, o suporte só é quebrado se for violado em fecho. Como se pode ver no gráfico, a anterior resistência dos 5,6 foi diversas vezes comprometida intraday mas não foi isso que lhe retirou validade. A JMT é como a Portugal Telecom, prefiro negociar sem stops físicos, pois estes são facilmente activados.
Em relação ao volume, estava à espera de mais. A queda de 29 de Agosto não foi tão acentuada e o volume foi o triplo. Até à sessão de ontem, os volumes eram crescentes e esta sessão não inverteu essa tendência. Se os volumes são crescentes e uma sessão de quedas tem um volume mais baixo, isso não é tecnicamente preocupante. Pode ser considerado uma tomada de lucros, já que foi despoletada pelo toque na nova resistência dos 6,4.
A relação risco/benefício para este trade é bastante favorável, já que existe um grande suporte como protecção e a compra foi mesmo por cima dele. Resta esperar…

Deixe uma resposta