Johnson & Johnson – Triplo topo?

Tiago Esteves


Ora aqui está uma empresa que dispensa apresentações. Os seus produtos são usados por biliões em todo o mundo. Considero-a uma empresa fantástica, com todas as características que uma empresa deve apresentar para ser considerada um investimento para a vida.
Esta semana tive uma conversa com um forense (o Crómio), que me chamou a atenção para a possibilidade de ela estar a fazer um triplo topo. E realmente parece estar.
Um perfeitinho triplo topo pouco acima dos 69 dólares. Apanhando-a num novo teste aos 69 dólares, acabei por shortar.
Este short tem algo de diferente. É quase um short de baixo risco, para o longo prazo. Se isto parece uma ideia ridícula, mais ridículo se torna se eu disser que a alavancagem é de 10x. Pois, mas a JNJ move-se tão lentamente que nem dá para assustar. Para dizer a verdade, conheço poucas empresas com tanta liquidez e tão pouca volatilidade.
Neste momento parece-me estar a formar um gigantesco triângulo ascendente, iniciado há quase 4 anos, imagine-se!! (daí o gráfico ser semanal, algo raro neste blog). Pelas suas características fundamentais, acredito que quando este triângulo estiver completo, ela romperá por ali acima, lentamente na direcção do céu. Mas antes disso deverá vir tocar a parte inferior do triângulo, perto dos 62 dólares. Isto representaria uma valorização de 10% (correspondendo a 100%, já que está alavancado 10x). Nada mau, para um trade de “baixo risco”.
Ao ritmo da acção, estimo que em meados de Outubro atinja o target. Não tenho pressa, parece-me promissor. Caso ela se decidisse em arrancar para cima e quebrasse o triplo topo, teria todo o gosto em passar a minha entrada curta para uma entrada longa. Daquelas de deixar ficar o dinheiro e esquecer que ele lá está

Deixe uma resposta