Lucro da Cofina mais do que triplicou no semestre para 2,6M€

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O lucro da Cofina mais do que triplicou (268,1%) no primeiro semestre, face a igual período de 2017, para 2,6 milhões de euros, divulgou hoje a dona do Jornal de Negócios e do Correio da Manhã, entre outros títulos.

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Cofina adianta que o segundo trimestre foi caracterizado pelo “execelente desempenho no segmento de televisão (CMTV)” e “os resultados do processo de reestruturação, que se estão materializar no crescimento da rentabilidade do segmento de imprensa”.

As receitas operacionais subiram 2,1% nos primeiros seis meses, face ao período homólogo, para 44,9 milhões de euros, enquanto os custos operacionais diminuíram 1,2%, para 37,9 milhões de euros.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações, amortizações e depreciações (EBITDA) subiu 24,3%, para 6,9 milhões de euros, excluindo os custos de reestruturação não recorrentes no período homólogo.

No final do semestre, a dívida líquida nominal era de 47,3 milhões de euros, uma diminuição de 2,7 milhões de euros face ao final de março.

As receitas de circulação caíram 6,9% no semestre, face a igual período de 2017, para 21,2 milhões de euros, e as de publicidade diminuíram 6%, para 13,5 milhões de euros.

Já as receitas de produtos de marketing alternativo e outros avançaram 49,8%, para 10 milhões de euros.

No segundo trimestre, as receitas de produtos de marketing, que inclui os ‘fees’ de presença nas plataformas de televisão paga da CMTV, registaram uma subida de 43%, para 5,2 milhões de euros.

O EBITDA consolidado após reestruturação aumentou 93%, para 6,9 milhões de euros.

“Em termos de perspectivas, a evolução do desempenho editorial e financeiro do canal CMTV, associado a fatores de sazonalidade intrínsecos ao setor de media (quarto trimestre mais forte em termos de publicidade), permite antecipar um nível de EBITDA anual do canal de cerca de três milhões de euros, um resultado significativamente acima do registado no exercício anterior”, refere a Cofina.

ALU// ATR

Lusa/Fim

Deixe uma resposta