Lucro da Luz Saúde sobe 7,7% no 1.º semestre para 9,4 ME

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O lucro da Luz Saúde subiu 7,7% no primeiro semestre em comparação com o mesmo período do ano anterior, para 9,4 milhões de euros, foi hoje comunicado ao mercado.

De acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), nos primeiros seis meses do ano, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) totalizou 28,8 milhões de euros, mais 7,3% do que no período homólogo.

“No primeiro semestre de 2018, a Luz Saúde aumentou os seus rendimentos operacionais consolidados em 13,5% face ao período homólogo, atingindo os 273,7 milhões”, lê-se na informação remetida ao mercado.

Os rendimentos operacionais do segmento de cuidados de saúde privados totalizaram 220,5 milhões, mais 15,8% do que o valor registado no primeiro semestre de 2017, impulsionado, principalmente, pela atividade gerada pelas unidades adquiridas em 2017 e 2018 (duas unidades na Madeira, British Hospital em Lisboa e Idealmed em Coimbra), bem como pelo crescimento das unidades existentes.

Por sua vez, os rendimentos operacionais do segmento de cuidados de saúde públicos cresceram 5,1% em comparação com o período homólogo, atingindo 51,3%, devido à “evolução dos preços com a inflação e do aumento do nível de complexidade da atividade desenvolvida no Hospital Beatriz Ângelo”.

O segmento de outras atividades obteve 8,8 milhões de rendimentos operacionais, mais 18,2% do que no mesmo período de 2017, enquanto o centro corporativo atingiu 9,6 milhões de euros, uma subida de 19,7%.

No primeiro semestre, o investimento consolidado foi de 34,5 milhões de euros, dos quais 24,2 milhões representam o investimento na expansão da rede privada.

“Os restantes 10,3 milhões correspondem a investimentos de reposição e atualização tecnológica, com destaque para a continuação do investimento na área de diagnóstico por imagem em várias unidades do grupo”, explicou a Luz Saúde.

No final do período em causa, a divida líquida consolidada da Luz Saúde totalizava 265,1 milhões de euros, um aumento de 23,3 milhões de euros face ao valor de final de ano de 2017.

“No segundo semestre de 2018, a Luz Saúde irá manter o enfoque em alavancar a elevada procura que se verifica pelos seus serviços no segmento privado de cuidados de saúde, em particular em resposta ao elevado crescimento que se verifica nos seguros de saúde, e através da melhoria contínua da utilização da capacidade instalada, do turnover dos ativos e, em consequência da rentabilidade global”, anunciou.

O Grupo Luz Saúde presta os seus serviços através de 29 unidades – onde se incluem 12 hospitais privados, um hospital do SNS explorado pela Luz Saúde em regime de Parceira Público-Privada (PPP), 14 clínicas privadas a operar em regime de ambulatório e duas residências sénior – e está presente nas regiões Norte, Centro, Centro-Sul de Portugal Continental e na Madeira, segundo a informação disponível na sua página na internet.

PE (SP) // JNM

Lusa/Fim

Deixe uma resposta