Lucros da F.Ramada quintuplicam para os 51,3 ME até setembro

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

Os lucros da F.Ramada quintuplicaram nos primeiros nove meses do ano, ascendendo a 51,3 milhões de euros, o que compara com um resultado líquido de 9,2 milhões no mesmo período do ano passado.

Em comunicado hoje enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a F.Ramada revela também que, entre janeiro e setembro, as receitas totais do grupo aumentaram 15,6% face ao período homólogo de 2016, para 111,8 milhões de euros.

Os custos totais excluindo amortizações, resultados financeiros e impostos sobre o rendimento foram de quase 94 milhões de euros, um crescimento de 16,2%.

Quanto ao EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), este foi de 17,9 milhões de euros até setembro, mais 12,2% do que no mesmo período do ano passado.

Também o resultado operação (EBIT) aumentou 12,6% nos primeiros nove meses deste ano, para os 13,9 milhões de euros.

O grupo que opera nos mercados da indústria e do imobiliário indica que, até 30 de setembro deste ano, “concretizou a transação de venda da totalidade da participação financeira detida no grupo Base, depois de conhecida a decisão de não oposição à transação pela Autoridade da Concorrência”, acrescentando que a rubrica ‘resultados relativos a investimentos’ “inclui a mais-valia registada nesta operação”.

Entre janeiro e setembro deste ano, o grupo investiu 3,5 milhões de euros.

O endividamento nominal remunerado líquido do grupo F. Ramada ascendeu a 58,8 milhões de euros, abaixo dos quase 73 milhões de euros registados em 31 de dezembro do ano passado.

A empresa refere que a evolução do endividamento “foi afetada positivamente pelo encaixe financeiro obtido com a alienação das ações próprias e penalizada pelo crescimento acentuado das necessidades de fundo de maneio”, uma situação que se deverá “inverter no último trimestre de 2017”.

ND // CSJ

Lusa/fim

Deixe uma resposta