Lucros da Heineken sobem 25% para mais de 1,9 ME em 2017

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

Os lucros da Heineken subiram 25% em 2017, para 1.935 milhões de euros, face ao ano anterior, tendo as vendas na Europa sido impulsionadas, também com o contributo de Portugal, informou hoje a cervejeira holandesa.

“Conseguimos fortes resultados em 2017, todas as regiões contribuíram para o aumento do crescimento orgânico em volume, receita e resultado operativo”, disse, citado pela agência EFE, o conselheiro delegado da Heineken, Jean-François Van Boxmeer.

Em termos de volume, as vendas aumentaram 3%, fixando-se em 218 milhões de hectolitros, valor impulsionado pelas subidas registadas na Ásia-Pacífico (8,9%), África, Médio Oriente e no Este da Europa (4,8%), bem como no resto da Europa (0,2%) e na América (3,3%).

De acordo com a companhia, as vendas na Europa foram impulsionadas pelos resultados “positivos”, alcançados em Portugal, Itália, França e Espanha.

No período de referência, a cervejeira registou 3.759 milhões de euros em exportações, o que traduz um aumento de 6,2% face a 2016.

Já a faturação da marca holandesa fixou-se em 21.888 milhões de euros, mais 5,3% que no ano anterior. No entanto, a receita por hectolitro (hl) de cerveja recuou 4,6% para 87 euros por hl.

Por mercados, a faturação aumentou 13,5% na África, Médio Oriente e Europa de Leste para 3.059 milhões de euros. Na Ásia o volume de negócios subiu 6,2% (2.996 milhões de euros), na América 6% (6.258 milhões de euros) e no resto da Europa 1,4% (10.237 milhões de euros).

Em 2017, a dívida líquida da empresa foi de 2.500 milhões de euros, face aos 2.300 registados no ano anterior.

Para 2018, a empresa prevê que o ambiente continue a ser marcado pela “volatilidade” e “incerteza”.

PE // ATR

Lusa/Fim

Deixe uma resposta