Macedo diz que CGD vai continuar a emprestar dinheiro mas a “bons projetos”

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O presidente da CGD, Paulo Macedo disse hoje, em Viana do Castelo, que o banco público tem capital disponível “para dar crédito” a empresas e às famílias, mas garantiu essa liquidez para “bons projetos”.

“A Caixa tem capital disponível, foi recapitalizada pelos portugueses, quer dar crédito, quer apoiar as empresas e famílias quer fazer com os bons projetos”, afirmou Paulo Macedo.

O responsável, que falava no encerramento do encontro “Competitividade e Estratégia de Crescimento Sustentável para o Noroeste Peninsular” adiantou que “a CGD tem uma situação de liquidez excelente” e nesse sentido “tem quer dar e precisa dar crédito”.

“O que os bancos não podem fazer é dar crédito como davam no passado. Se voltarem a dar crédito nas mesmas condições do passado, a sociedade devia tomar medidas mais severas”, avisou.

Segundo Paulo Macedo a “Caixa tem liquidez, tem uma quota sustentável junto das empresas, que quer aumentar” e, adiantou que o banco “vai crescer, com as agências e com maneiras mais inovadoras”, apontado o exemplo da ‘Alice’, a assistente digital à distância, projeto que a CGD está ainda a desenvolver.

Paulo Macedo disse que, no futuro, “os balcões continuarão a existir mas a banca tem de se apetrechar para ter balcões e toda a outra oferta que as pessoas precisam, crescendo de uma maneira mais inovadora”.

ABYC // EA

Lusa/Fim

Deixe uma resposta