Mais um dia negro na Europa – Até onde podemos ir? CAC

Tiago Esteves
O comportamento do CAC é em tudo semelhante ao do IBEX. Tenho aqui algumas renitências relativamente ao ponto de partida do movimento pré-consolidação, o que faz depois diferença na extrapolação da projecção. Decidi neste caso colocá-la no ponto de reacção ascendente último, o que coloca o ponto de projecção nos 4000 pontos (já atingidos, portanto). Ainda assim, não há no gráfico diário sinais de abrandamento sólidos. Os suportes existentes são já antiquíssimos, pelo que pessoalmente nem os considero. Teremos de esperar por uma reacção em alta, para que esta gere um suporte digno desse nome para o médio prazo.

No gráfico horário, mais uma vez as semelhanças com o cenário do Ibex saltam à vista. Aqui, foi um H&S que prometeu gerar um movimento de reacção ascendente mas que acabou depois por não resultar em nada. O H&S acabou rapidamente por ser cancelado, após quebra em baixa do higher-low. Neste caso, a referência de curto prazo para um movimento ascendente está nos 4098 pontos. É este o ponto que tem de ser quebrado em alta para reganharmos a esperança de curto prazo no CAC. A de médio prazo, nem me arrisco para já a antecipar.

Deixe uma resposta