Medidas do BCE apoiam subida do euro

Agência Lusa

O euro subiu hoje e ultrapassou 1,10 dólares, apoiado pelas medidas do Banco Central Europeu (BCE), que alterou os limites que tinha estabelecido para a aquisição de dívida de cada país.

Às 17:45 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,1039 dólares, quando na quarta-feira ao final da tarde seguia a 1,0868 dólares.

O BCE fixou hoje a taxa cambial de referência do euro em 1,0981 dólares.

O otimismo causado pelos estímulos orçamentais aprovados no Senado norte-americano, no valor de dois biliões de dólares, reduziu a procura de dólares.

O BCE começou hoje a comprar dívida pública e privada da zona euro, modificando os limites que tinha estabelecido anteriormente e o impediam de comprar mais de um terço da dívida de um país.

Num documento publicado na quarta-feira à noite, o BCE disse que o novo programa de dívida tem uma dotação global de 750.000 milhões de euros até ao final de 2020 e explicou que as circunstâncias excecionais em que surge, devido à pandemia de covid-19, “exige um alto grau de flexibilidade na sua conceção e aplicação”, em comparação com o anterior programa de expansão quantitativa, não tendo os mesmos objetivos de política monetária.

Nos Estados Unidos, os pedidos de subsídio de desemprego subiram para 3,28 milhões na semana passada, um nível sem precedentes, informou hoje o Departamento do Trabalho.

Divisas…………….hoje………….quarta-feira

Euro/dólar…………1,1039…………….. 1,0868

Euro/libra…………0,90698…………….0,91983

Euro/iene………….120,82…………….. 120,73

Dólar/iene…………109,45…………….. 111,11

EO // EA

Lusa/Fim

Deixe uma resposta