A Mota Engil ainda está forte, mas convém pensar num plano defensivo!

Tiago Esteves

Como tenho vindo a defender nos últimos meses, a Mota Engil está forte e recomenda-se. Contudo, há um aspecto que me preocupa de sobremaneira e que merece alguma atenção. Após uma subida fulgorante assente num padrão de consolidação, está agora a cerca de 30% de distância de um ponto de stop seguro. Nada de estranhar nesta cotada, mas que ainda assim merece planeamento. O que eu pessoalmente tendo a fazer nestas situações é o scaling out da posição tendo em consideração os timeframes mais finos. Encerrar totalmente a posição antes de surgirem sinais efectivos de inversão no timeframe que se está a negociar seria contraproducente. Contudo, correr o risco de perder 30% do montante já encaixado também tem pouco de agradável!

Mota Engil

Ora, olhemos então para o gráfico de 4 horas da Mota Engil em busca de sinais de retracção de curto prazo. Podemos considerar que o título está em zona segura enquanto se mantiver acima do suporte dos 3,21 euros (não havendo, nesse caso, necessidade de agir). A ser quebrado o suporte, podemos ter uma correcção que pode atingir os 2,77€. Não significando esta hipótese uma inversão definitiva de tendência na Mota Engil, significaria ainda assim uma retracção de cerca de 15% desde o ponto actual. Mesmo que esta possibilidade se efective, saliento uma vez mais que nada indicia que estejamos perante uma potencial inversão. Mas, ao fazer um refúgio parcial de capital, o investidor estará mais confortável psicologicamente para tolerar uma eventual correcção sem sentir a pressão de liquidar a totalidade da posição, e terá a possibilidade de recomprar a restante posição a um preço inferior quando os sinais de inversão regressarem.

Mota Engil

Ainda assim, caso seja um investidor sem conhecimentos de análise técnica, o melhor é mesmo manter a posição até que sinais efectivos de inversão se instalem. Apesar do potencial de ganho inferior, está mais que testado que demasiadas aberturas e fechos de posição na tentativa de fugir das “pequenas” retracções tendem a ter mais efeitos deletérios do que benéficos. Contudo, se tiver noção do que está a fazer, é uma estratégia que vale a pena considerar tendo em conta o actual momento da Mota Engil.

 

 

Deixe uma resposta