Mundial2018: Procura de rublos dispara e ascende ao ‘top 5’ – Unicâmbio

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

Os portugueses que vão ao campeonato do mundo de futebol na Rússia já começaram a comprar rublos, disse hoje um dos administradores da Unicâmbio, adiantando que a moeda este mês está entre as cinco mais procuradas.

“Os portugueses que vão à Rússia já começam a fazer-nos encomendas de rublos. Há quinze dias a esta parte notámos uma venda exponencial de rublos que não tem nada a ver com o que aconteceria normalmente no mesmo período do ano anterior”, disse à agência Lusa Paulo Jerónimo, um dos administradores da Unicâmbio, a mais antiga casa de câmbios a operar no mercado português.

A moeda Rússia não está entre as 20 mais transacionadas pela Unicâmbio, mas este mês vai ficar no ‘top 5’ das moedas que a agência de câmbios negoceia.

“Temos projetado vender à volta de 20 milhões de rublos neste período, o que equivale a mais de 1.500 movimentos desta moeda. Essa é a nossa expectativa”, salientou o gestor, adiantando que a Unicâmbio espera um aumento dos movimentos em dez vezes devido à compra de rublos por parte dos portugueses que se preparam para ir ver os jogos da equipa portuguesa naquele país.

“De entre as moedas exóticas [caso das divisas da Tailândia, Singapura e Filipinas, mas igualmente de nações do Médio Oriente que têm tido uma procura crescente com o aumento do turismo para estas regiões do mundo], o rublo não é daquelas que durante o ano mais comercializamos e [normalmente] não merece uma referência especial. Mas, isto não se está a passar”, disse à Lusa Paulo Jerónimo.

“Estamos a torcer como patriotas. Mas para o negócio também seria bom”, afirmou o gestor, explicando também que o mundial de futebol “é um acontecimento que provoca uma procura diferente” da que é gerada normalmente pelo turismo ou pelos negócios para este país.

A fase final do Mundial de futebol de 2018 vai realizar-se na Rússia entre 14 de junho a 15 de julho deste ano.

Portugal integra o Grupo B do Mundial e joga a 15 de junho com a Espanha, em Sochi, a 20 em Moscovo, com Marrocos, e a 25 com o Irão, em Saransk.

JS // JNM

Lusa/Fim

Deixe uma resposta