Navigator Company (ex Portucel) tem vindo a desiludir

Tiago Esteves
Desde que a Portucel mudou de nome para companhia navegadora, não tem feito outra coisa senão rumar para Sul. Talvez seja o peso do nome, ou (mais provavelmente) o peso do negativismo no sector a ser descontado no preço. A maior surpresa nesta cotada ocorreu em finais de Março, quando um padrão de inversão que tinha tudo para dar certo acabou por ser stopado muito antes de se aproximar sequer da sua projecção. Mais certeiros têm estado os padrões sinalizadores de inversões de ascendente para descendente. Em finais do ano passado tivemos um caso onde a projecção foi rapidamente suplantada, e o mesmo cenário voltou a repetir-se já em Abril deste ano. Ficamos agora à espera de sinais de abrandamento do movimento descendente aí originado, que surgirão antecipadamente no gráfico horário.

Neste timeframe, a tendência descendente é ainda mais marcada do que no gráfico diário. Felizmente, a fronteira entre os dois polos é relativamente clara. A ultrapassagem em alta da resistência dos 2,797€ será a fronteira de curto prazo para uma reacção ascendente, pelo que vale a pena esperar pacientemente pela quebra deste ponto. Caso tal venha a acontecer, existe espaço para uma reacção. Ainda assim, dado o comportamento do título no longo prazo, apenas uma inversão de curto prazo não será suficiente para me convencer a investir nesta empresa por um período superior a meia dúzia de semanas. Aproveitar uma reacção sim, sem dúvida, mas munido de cautelas.

Deixe uma resposta